Número de turistas internacionais em MS cresceu 14% em 2018

Portal MS.Gov

O Mato Grosso do Sul foi o estado com maior entrada de turistas estrangeiros do Centro-Oeste e o nono no país em 2018, conforme dados do Anuário Estatístico de Turismo 2019– Ano Base 2018, do Ministério do Turismo (Mtur), divulgado nesta semana. Os números divulgados pelo Turismo mostram que MS obteve no ano passado, um crescimento de 14% no número de pessoas de outros países, que vieram a região Sul-mato-grossense. O Estado continua sendo o primeiro do Centro-Oeste em fluxo internacional, conforme informação parte do Anuário Estatístico de Turismo 2019, ano base 2018.

Assim, o percentual revela que Mato Grosso do Sul está na lista dos dez Estados brasileiros (veja abaixo), que registraram aumento no número de turistas internacionais. Ao todo, foram contabilizados, no ano passado 91.518 turistas estrangeiros que visitaram os destinos sul-mato-grossenses, sendo que em 2017 foram 80.270. Os quatro primeiros no ranking de visitantes são da America do Sul e os vizinhos mais próximos e com fronteira a MS.

A Bolívia e o Paraguai continuam sendo importantes emissores de turistas para Mato Grosso do Sul, os indicadores registraram a entrada de 55.569 turistas vindos da Bolívia (em 2017 foram registrados 48,8 mil) e em segundo lugar o Paraguai com 26.795 turistas (em 2017 foram 24.588). A terceira e quarta posição foi ocupada por visitantes vindo do Peru (2.027) e da Argentina (1.548).

De acordo com o diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS), Bruno Wendling, o resultado do aumento vem do esforço conjunto dos destinos na captação desses turistas e o trabalho de divulgação, promoção e ações que o Estado, através da Fundtur-MS tem realizado nesses mercados. “Estamos felizes e otimistas com o aumento do crescimento do turismo estrangeiro em nosso País, isso reflete positivamente em nosso Estado. Nossos principais públicos terrestres continuam sendo a Bolívia e o Paraguai, graças ao intenso trabalho realizado”, destacou.

Detalhes dos visitantes

Wendling afirmou que está fortalecendo ações no mercado americano e europeu. “Estamos potencializando outros mercados como os Estados Unidos, com a abertura dos vistos deve aumentar significativamente a procura pelo destino Mato Grosso do Sul, por parte dos americanos. Outro mercado é o Europeu, estamos participando das principais feiras internacionais com foco no público de ecoturismo, que apreciam o Pantanal. Somado com um intenso trabalho de divulgação na internet e na segunda fase da campanha VisitMS focados em públicos específicos como jovens, famílias, melhor idade, casais, birdwatching, negócios e eventos, todos amparados no Ecoturismo e o Turismo de Aventura”, concluiu.

A maioria dos visitantes chega  por meio terrestre, sendo 91.176 entrando no Estado por esta via de acesso, enquanto 308 chegaram via aérea e apenas 34 via fluvial. Janeiro e dezembro são os meses do ano mais procurados pelos turistas estrangeiros. Foram 12.573 em janeiro e 13.319 em dezembro do ano passado. Em 2017 foram respectivamente 11.943 e 11840.

Observatório do Turismo de Mato Grosso do Sul

De acordo com os dados o Observatório do Turismo de Mato Grosso do Sul, coletados através de uma pesquisa realizada em 2018, entre janeiro e dezembro, no Aeroporto Internacional de Campo Grande, os principais países emissores de turistas estrangeiros, com acesso aéreo, que desembarcaram em Campo Grande foram: os Estados Unidos (10,27%), Alemanha (9,89%), Inglaterra (9,13%), Espanha (8,75%), Holanda (7,22%) e França (7,22%).

Implantado no final do ano de 2017 e lançado em janeiro de 2018, o Observatório do Turismo de Mato Grosso do Sul é uma ferramenta fundamental para o fomento e processo de profissionalização do turismo no estado. Todos os boletins anteriores podem ser conferidos no site: www.observatorioturismo.ms.gov.br

Confira o ranking Mtur de 2018

1º – São Paulo – 2.250.994

2º – Rio de Janeiro – 1.293.342

3º – Rio Grande do Sul – 1.087.191

4º – Paraná – 948.388

5º – Santa Catarina – 226.362

6º – Bahia – 148.637

7º – Pernambuco – 121.169

8º – Ceará – 107.420

9º – Mato Grosso do Sul – 91.518

10º – Minas Gerais – 81.850

Comentários