Nova prefeita assume e fecha prefeitura de Itaporã por 10 dias

Jacinta Reis Cordeiro assumiu o cargo de prefeita em exercício de Itaporã. Ela estava na função de vice de Wallas Milfont (PDT), afastado pelo período de 180 dias por determinação da justiça na investigação resultante da Operação Layout. O primeiro ato de Jacinta foi um decreto em que manda ‘fechar’ a prefeitura para o público e amplia o horário de funcionamento dos órgãos da administração municipal.

Jacinta Cordeiro assume cargo de prefeita em exercício (Foto: Divulgação)
Jacinta Cordeiro assume cargo de prefeita em exercício (Foto: Divulgação)

A publicação com as determinações está no Diário Oficial do Município desta segunda-feira (25). Conforme o documento, ficou estabelecido que pelo período de 10 dias, o Paço Municipal “Durval Gomes da Silva” (sede da prefeitura) terá apenas expediente interno e ficará fechado para atendimento ao público.

Também está estabelecido que a partir desta terça-feira (26), o expediente deixa de ser das 7h às 12h, e passa a ser das 07h às 11h e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira.

O horário estendido está em vigor tanto nos 10 dias de ‘portas fechadas’ quanto depois de passado este período. A justificativa presente no decreto, é a necessidade de ter um funcionamento de 40 horas semanais como uma medida que visa atender com “eficácia a todos os munícipes e cidadãos que necessitam de atendimento ao público”.

De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, a medida de ‘fechar’ as portas do Paço é para que a prefeita em exercício tome conhecimento e avalie a real situação do município. Somente depois deste período, vai tomar decisões a frente do cargo. A medida atinge apenas o Paço municipal, ficando as demais gerências que oferecem serviços e atendimentos essenciais funcionando normalmente.

Wallas foi afastado a partir de decisão tomada na tarde de quarta-feira (20), relembre aqui. Ele é acusado pelo crime de improbidade administrativa num suposto direcionamento de licitação em contrato de agência de publicidade em dezembro de 2014 e que desencadeou na Operação Layout, em julho do ano passado, Além do prefeito, os servidores públicos Wagner Leite Fortes e Letícia Borloffa Rodrigues também foram afastados dos cargos.

Em nota à imprensa divulgada na página oficial da prefeitura, Wallas alegou ter sido vítima de uma armação política. Uma pessoa, que seria inimigo e participado do julgamento da licitação, teria feito a denúncia ao MPE (Ministério Público Estadual),

Comentários

comentários