Notificações de dengue passam de 10 mil em Campo Grande

As notificações de dengue subiram para 10.600, em Campo Grande, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde. Em março, a média é de 210 notificações ao dia. No acumulado do ano, são 2.800 casos confirmado da doença na capital.

Por causa da epidemia de dengue na cidade, os atendimentos dobraram nos últimos dias em algumas unidades de saúde.

Durante o dia, agentes da prefeitura estão fazendo mutirão para eliminar focos e durante à noite continua o combate com carros fumacê, que espalham inseticida.

A cidade vive uma epidemia da doença, sendo que um decreto de situação de emergência foi publicado pelo prefeito Marcos Trad (PSD) no início do mês. A ideia é  diminuir a burocracia para compra de insumos, além de despertar um estado de alerta na população sobre a gravidade do problema.

Um óbito em decorrência da doença já foi registrado e os postos de saúde estão lotados com pacientes queixando dos sintomas da doença.

Em meio a esta epidemia, no mês passado, a Justiça autorizou o combate ao Aedes aegypti em imóveis fechados. Com isto, agentes de Saúde poderão entrar em imóveis desocupados para eliminar possíveis criadouros do Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue, zika e chikungunya. A autorização é válida por 12 meses e pode ser renovada a cada ano.

Vasos sanitários, piscinas e ralos são os locais onde mais são encontrados focos do mosquito que transmite dengue, zika e chikungunya.

Comentários