Em nota, Assembleia esclarece que nenhum deputado é alvo do Gaeco

Michael Franco

Uma nota oficial publicada nesta manhã (08), no site da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul esclarece que nenhum dos parlamentares da Casa de Leis estão envolvidos, ou são alvos das investigações do Gaeco, na operação Grãos de Ouro.

Agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado estiveram na Assembleia no início da manhã, para realizar buscas na sala de um funcionário do gabinete do deputado Paulo Côrrea (PSDB). De acordo com a publicação, apenas o servidor foi investigado.

Confira a nota oficial na íntegra:

Em razão das notícias veiculadas sobre operação “Grãos de Ouro” do Gaeco, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul tem a esclarecer que não é alvo da investigação e, igualmente, nenhum parlamentar.

O fato ocorrido no prédio da Assembleia Legislativa, nesta manhã, decorre de mandado contra o servidor efetivo Marcos Antonio Silva de Souza, que não foi preso. A promotora de justiça Cristiane Mourão, acompanhada de Marcos Antonio, verificou – única e exclusivamente – a mesa do servidor, sem que nada tenha sido levado.

O funcionário está cedido ao gabinete do deputado Paulo Corrêa, que – reforçamos – não é alvo de nenhuma investigação. A Assembleia Legislativa apoia as apurações e aguarda o total esclarecimento dos fatos.

Comentários