Nos Estados Unidos, ministra mostra avanços da agropecuária brasileira

Na agenda, estão compromissos no Banco Mundial, no Bird e com o secretário de Agricultura

A ministra Tereza Cristina cumprirá agenda, nesta semana, nos Estados Unidos, seguindo a estratégia do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) de ampliar a presença da agropecuária brasileira no mundo.

Foto: Antônio Araújo/Mapa.

A ministra terá reuniões no Banco Mundial, no Instituto Brasil do Wilson Center e no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), além do encontro com o secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue.

Nesta segunda-feira (18), a ministra participa de uma conferência no Banco Mundial, na qual serão apresentados os resultados do Projeto ABC Cerrado e discutidas opções para ampliá-lo.

Financiado pelo Banco Mundial, o projeto é desenvolvido em sete estados do bioma (Goiás, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Maranhão, Bahia, Piauí, Minas Gerais) e no Distrito Federal, levando práticas sustentáveis às propriedades rurais.

A ministra Tereza Cristina falará sobre a importância do setor rural brasileiro, os principais projetos para desenvolver uma agropecuária sustentável no país e as tendências mundiais que impactam na produção brasileira.

Painel – No Instituto Brasil do Wilson Center (centro internacional de estudos e pesquisas), a ministra vai abordar o papel do Brasil no desenvolvimento da agricultura sustentável no mundo, nesta terça-feira (19).

Em seguida, a ministra se reúne com representantes da Academia de Liderança para Mulheres do Agronegócio, na Embaixada do Brasil. No mesmo dia, a delegação do Mapa nos Estados Unidos também terá reuniões no Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Investimentos – Encerrando a passagem por Washington, a ministra se reunirá, na quarta-feira (20), com o secretário Sonny Perdue para tratar da pauta da agropecuária brasileira. Entre os temas do encontro está a suspensão das importações de carne bovina brasileira in natura pelos Estados Unidos. A ministra Tereza Cristina disse que vai apresentar a Perdue dados sobre a produção de carne bovina brasileira e os avanços do setor nos últimos anos.

“Isso é uma coisa técnica. Os Estados Unidos estão pedindo mais informações, e nós vamos dar”, afirmou a ministra, na semana passada ao participar de evento em Londrina (PR), acrescentando que a sua proposta é construir com os Estados Unidos um “canal aberto e franco” para consolidar a parceria entre os dois países no setor agropecuário.

Em Nova York, quinta-feira (21), a ministra vai falar sobre as oportunidades de investimento na agricultura sustentável brasileira.

*com informações do MAPA

Comentários