No trânsito, Campo Grande registra 34 mortes durante primeiro semestre

Da Redação

Fábio Augusto Aquino de Araújo, de 23 anos, foi a 34º pessoa que morreu em acidente de trânsito em Campo Grande durante o primeiro semestre deste ano, conforme balanço divulgado pelo Batalhão do Trânsito da Polícia Militar.

Foto: Arquivo.

Na madrugada deste domingo (30), o jovem colidiu a motocicleta que conduzia em um poste de energia elétrica no cruzamento da Rua 13 de Maio com a Avenida Fernando Corrêa da Costa, no Centro.

Se comparado com o mesmo período dos anos anteriores, o número de mortes no trânsito da Capital caiu. De janeiro a junho de 2017 foram 35 casos e, em 2018, o Bptran registrou 43 mortes, pouco mais de 20% a menos que neste ano.

No número de acidentes com vítimas e sem mortes o índice também apresentou queda nos seis primeiros meses de cada ano. Em 2017 foram 2813, contra 2503 no ano passo e 2336 acidentes com vítimas no ano de 2019.

Apontada como uma das principais causas de acidentes, a combinação bebida e direção ainda é realidade alarmante entre condutores de Campo Grande. Ao todo, 956 motoristas foram flagrados cometendo a infração no primeiro semestre deste ano. Durante abordagens nos três anos, 1343 condutores se recusaram a fazer o teste de bafômetro.

Durante Operação da Lei Seca, realizada na quinta (27), sexta (28) e no sábado (30), policiais de trânsito flagraram 50 condutores sob efeito de álcool. Na quinta-feira 11 pessoas foram notificadas, 15 na sexta-feira e 24 no sábado.Todos foram autuados pela infração.

Comentários