No sufoco; Botafogo não deixa Galo cantar e se firma no G-6

O time comandado por Jair Ventura chegou à sua quarta vitória consecutiva no Brasileiro e se estabeleceu de uma vez por todas no G-6 ao vencer o concorrente direto Atlético-MG por 3 a 2 com um gol nos acréscimos, neste domingo, na Ilha do Governador. Um resultado heróico para os donos da casa, que chegaram a abrir 2 a 0 e permitiram o empate de Fred e companhia antes de selar o triunfo.

botafogo

A equipe de General Severiano tem agora 33 pontos nos últimos 45 disputados. O seu aproveitamento é de 73,3% nas 15 rodadas anteriores.

BOTAFOGO COMEÇOU COM TUDO

Chama a atenção como o Botafogo transformou a Ilha do Governador em sua casa. Se o Atlético-MG não sabia disso, não precisou de muito para tomar conhecimento. O Glorioso se mandou para o ataque, adiantou a marcação e abriu o placar aos quatro em lance polêmico. Após escanteio, Emerson Santos desviou no segundo pau e Bruno Silva fez o gol. O volante, no entanto, dominou com a mão. Mesmo em vantagem, os cariocas se aproveitavam de um adversário desorganizado e tinham Camilo em boa tarde. O Galo até tinha território, se mantinha no ataque, mas era incapaz de colocar Sidão para trabalhar. O Bota, do outro lado, foi mortal. Lindoso desarmou Urso, Alemão tabelou com Neílton e descolou linda assistência para finalização ainda melhor de Pimpão: 2 a 0 justo no intervalo.

DEPOIS DO INTERVALO, MEU DEUS

O segundo tempo começou na mesma toada: o Botafogo no ataque com finalização de Camilo. Quem marcou o gol, no entanto, foi o Galo, em bela tabela de seus principais jogadores, aos cinco. Fred, Robinho, Fred, gol. Carrasco nos tempos de Flu, o artilheiro do Brasileirão reencontrou sua vítima preferida. O lance mudou o panorama do jogo. Os cariocas recuaram e apostaram no contra-ataque. Estratégia que só não deu certo porque Camilo chutou para fora com o gol vazio após furada de Victor fora da área. Quatro minutos depois, o castigo veio em forma de cabeçada de Léo Silva: 2 a 2. Nos 20 minutos finais, a partida ficou aberta, com boas chances e finalizações ruins até os acréscimos, quando Camilo cobrou escanteio no primeiro pau e encontrou Dudu Cearense. Desvio certeiro, festa botafoguense. Na Ilha, quem manda é o Botafogo.

POLÊMICA

Depois de toda confusão no Fla-Flu do meio de semana, foram necessários apenas quatro minutos para primeira polêmica na Ilha do Governador. E justamente envolvendo a comunicação entre auxiliar e árbitro. Após cobrança de escanteio, Emerson desviou no primeiro pau e Bruno Silva usou a mão para dominar antes de superar Victor. Gol do Botafogo, mas…o auxiliar não correu para o meio-campo. Fred puxou a reclamação dos jogadores do Atlético-MG, mas o árbitro manteve a decisão e colocou a bola no meio-campo. Ao término do jogo, os atleticanos voltaram a cercar o trio de arbitragem para protestos.

MAIOR DO SÉCULO

O Atlético-MG não conseguiu sair do Rio de Janeiro com a vitória, mas Fred manteve o retrospecto de carrasco do Botafogo. Mais do que isso, se tornou o jogador que mais gols fez no adversário no século XXI. Ao superar Sidão aos cinco minutos do segundo tempo, o atacante chegou ao 15º contra o Glorioso, deixando Romário para trás. Foram 14 pelo Fluminense e um pelo Galo. Neste Brasileirão, ele já tinha sido o responsável pela vitória por 1 a 0 do Tricolor, no primeiro turno.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-RJ 3 X 2 ATLÉTICO-MG

Local: Arena Botafogo, no Rio de Janeiro (RJ
Data: 16 de outubro de 2016 (Domingo)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)
Cartões Amarelos: Bruno Silva, Emerson Silva (Bota); Fred, Rafael Carioca, Leonardo Silva, Victor (Atlético)
Gols:
BOTAFOGO: Bruno Silva, aos 4, Rodrigo Pimpão, aos 34min do 1º tempo; Dudu Cearense, aos 45min do 2º tempo
ATLÉTICO: Fred, aos 5, Leonardo Silva, aos 24min do 2º tempo

BOTAFOGO: Sidão, Alemão, Emerson Santos, Emerson Silva e Víctor Luís; Aírton (Dudu Cearense), Bruno Silva, Rodrigo Lindoso e Camilo; Neilton (Gervasio Núñez) e Rodrigo Pimpão (Sassá)
Técnico: Jair Ventura

ATLÉTICO-MG: Victor, Carlos César, Leonardo Silva, Frikson Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca (Leandro Donizete), Junior Urso e Romulo Otero; Clayton (Lucas Pratto), Robinho e Fred (Cazares)
Técnico: Marcelo Oliveira

Comentários

comentários