No Paraguai, Reinaldo vai discutir segurança, logística e defesa sanitária com presidente

Da Redação

Em Assunção, capital do Paraguai, nesta semana, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), vai discutir ações com o país vizinho sobre logística, segurança pública e área sanitária. Além dele, participa do encontro com o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.

Reinaldo Azambuja, governador do Estado, durante agenda em Brasília (Foto: Divulgação/Arquivo).

Segundo o Estado, serão firmados protocolos de intenção na área de sanidade animal e vegetal, “pois estamos trabalhando na questão da área livre de febre aftos”, disse Azambuja.

Na logística, os representantes devem elaborar cronograma de acordos para construção de um porto na divisa de Porto Murtinho com Carmelo Peralta, no lado paraguaio. A obra reforça o projeto da Rota Bioceânica, que liga o Centro-Oeste do Brasil aos portos chilenos e peruanos.

Ainda devem ser tratadas duas propostas, que são a criação de um parque tecnológico entre Ponta Porã e Pedro Juan Cabellero, no país vizinho, e instalação de alfândelas em Ponta Porã e Mundo Novo.

A comitiva de MS em Assunção é composta pelo vice-governador e secretário de Estado de Infraestrutura, Murilo Zauith; pelos secretários Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica), Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e Antônio Carlos Videira (Justiça e Segurança Pública); e pelo presidente da Assembleia, deputado Paulo Corrêa.

Quem assume o comando do Estado, na ausência de Reinaldo, é o presidente do TJMS (Tribunal de Justiça do Estado), o desembargador Paschoal Carmello Leandro. Isso porque o vice e o presidente da Assembleia, que é o terceiro na linha de sucessão, também vão as reuniões no Paraguai. O encontro ocorre na segunda (dia 8) e terça-feira (dia 9).

Comentários