No Barça, Luis Enrique elogiou reforço do Palmeiras: ‘Jogador completo’

Gazeta Press

O atacante Deyverson, novo reforço do Palmeiras, pode não ser grande conhecido do público brasileiro, mas já despertou preocupação até mesmo no Barcelona. O jogador de 25 anos ganhou fama na Espanha após apresentar um bom futebol, que rendeu muitos elogios do técnico Luis Enrique, à época, comandante do clube catalão.

“Deyverson é um dos atacantes complicados do futebol espanhol por seu nível técnico e também pelo físico. É muito bom no jogo aéreo, um lutador nato, continua as jogadas que cria para seu time na segunda bola. Chega muito bem na conclusão, é muito rápido na transição. É um jogador completo, que sempre será complicado de enfrentar, e um jogador chave para o jogo do Alavés”, afirmou o treinador.

As declarações de Luis Enrique ocorrem antes da final da Copa do Rei, em que o Alavés, ex-clube de Deyverson, enfrentou o Barcelona.

O atacante já havia balançado as redes contra os blaugranas pelo Campeonato Espanhol, na vitória da modesta equipe por 2 a 1, em pleno Camp Nou. Na decisão, porém, passou em branco na derrota por 3 a 1, que deu o título ao Barça.

O brasileiro também marcou contra o outro gigante espanhol, em revés por 4 a 1 contra o Real Madrid. Ao todo, foram 37 jogos – sendo 32 como titular – e sete gols marcados.

Agora, ele terá a oportunidade de vestir pela primeira vez na carreira a camisa de um grande clube do futebol brasileiro. Deyverson foi revelado pelo Mangaratibense, clube do interior do Rio de Janeiro e que disputa a Série C do Campeonato Carioca, onde chegou a atuar como profissional em 2012, antes de acertar sua transferência para o Benfica B.

Em seguida, atuou no Belenenses, também de Portugal, quando chegou a disputar a Liga Europa. Depois, foi para o Colônia, da Alemanha, até ser comprado pelo Levante, da Espanha, em 2015.

Rebaixada no mesmo ano, a equipe o emprestou para o Alavés até o final da última temporada. No clube, conquistou a torcida e era apontado como um dos principais jogadores do time.

Comentários