Nigéria bombardeia por engano campo de refugiados e mata ao menos 50

REUTERS/AFOLABI SOTUNDE

Um avião de combate da Força Aérea da Nigéria, em missão contra o grupo extremista Boko Haram, bombardeou por engano um acampamento de refugiados nesta terça-feira (17), provocando a morte de pelo menos 50 pessoas, na cidade de Rann, no nordeste da Nigéria, próximo a fronteira com Camarões.

“As equipes da Médicos sem Fronteiras viram 120 feridos e 50 mortos”, declarou a organização humanitária, que também condenou “um ataque chocante e inaceitável”.

Em entrevista coletiva em Maiduguri, capital de Borno, o general Lucky Irabor reconheceu o “incidente” e a existência de vítimas civis, mas não divulgou números.

O general Irabor explicou ter recebido “informações sobre concentrações de terroristas de Boko Haram em alguma parte da região de Kala-Balge”.

“Obtivemos as coordenadas, e ordenei à Força Aérea que interviesse para resolver o problema. Fez-se o bombardeio, mas, infelizmente, habitantes foram alcançados”, acrescentou.

(Com UOL, via agências internacionais)

Comentários