Neymar sofre desvalorização de 11% após Copa do Mundo traumática

Gazeta Esportiva.com

Foto: Wander Roberto/Inovafoto/Gazeta Press

Neymar Jr não é mais unanimidade quando o assunto é sobre quem será o sucessor de Messi e Cristiano Ronaldo depois de a dupla se despedir do protagonismo do futebol mundial. Segundo a PLURI Consultoria, o craque brasileiro sofreu uma desvalorização de 11% após a Copa do Mundo, na qual foi bem aquém das expectativas e acabou se destacando não pelo seu futebol, mas por seu comportamento negativo dentro das quatro linhas.

Antes do Mundial, o valor de mercado de Neymar estava cotado em torno de 197,3 milhões de euros. Após a competição, na qual o Brasil foi eliminado nas quartas de final para a Bélgica, o jogador passou a valer 175,4 milhões, o equivalente a R$ 789 milhões. Ainda assim, ele se mantém à frente de Lionel Messi e, por enquanto, Kylian Mbappé, hoje sua principal ameaça, uma vez que o francês já figura como segundo atleta mais valorizado do futebol mundial (170,7 milhões de euros).

As previsões para o futuro da carreira de Neymar também não são muito animadoras. Em um cenário otimista, o jogador seguirá se valorizando somente até dezembro de 2020. Daí em diante, a tendência é que o atual atacante do Paris Saint-Germain entre em uma curva descendente, abrindo ainda mais espaço para o estrelato de Mbappé, que com apenas 19 anos já se sagrou campeão do mundo com a seleção francesa e deve passar a dividir o protagonismo com o brasileiro no PSG.

Comentários