Neymar marca duas vezes, e Barça elimina o PSG com tranquilidade

Iniesta faz linda jogada para brasileiro inaugurar o marcador. Pouco depois, camisa 11 amplia, de cabeça, cruzamento de Daniel Alves. Barça está na semi da Champions

Deu Neymar na cabeça. Et maintenant que vais-je-faire? Que sera ma vie? – e agora, que faço? o que será da minha vida? – perguntou o pessoal do Paris Saint-Germain, como a velha e bela melodia francesa, após a previsível derrota de 2 a 0 para o Barcelona, no Campo Nou, que pôs o time catalão nas semifinais da Liga dos Campeões.

Um resultado lógico, diante das declarações pessimistas de Laurent Blanc, e da própria postura do treinador, que pôs o time francês jogando na defesa, quando precisava de pelo menos dois gols. Em Paris, o Barça havia metido 3 a 1. Assim, o blaugrana não demorou a aproveitar o espaço. Aos 13 minutos, Iniesta, em grande jogada pessoal, lançou Neymar, que driblou Sirigu e fez 1 a 0. Aos 33, Daniel Alves cruzou de canhota e ele, Neymar, cabeceou para enfiar 2 a 0.

Même Paris creve d’ennui, je vais en rire pour ne plus pleurer – até Paris me aborrece, rio para não chorar – deve estar se lamentando o xeque Nasser Al-Khelaifi, do Catar, ainda ao embalo da música famosa, por ter investido uma fortuna no clube francês, nos últimos quatro anos, por enquanto sem resultado. Sim, pois o PSG praticamente jogou a toalha na etapafinal, e a equipe catalã optou por diminuir o ritmo, sem abrir mão da marcação, aguardando nova chance para ampliar.

Para que se tenha uma ideia do que (não) fez, o primeiro chute do time francês na direção da baliza de Ter Stegen ocorreu aos 27 da etapa derradeira, com Ibrahimovic, para a defesa do goleiro. As seis mudanças providenciadas pelos técnicos não modificaram a situação. A impressão era a de que se o Barça precisasse de mais dois ou três gols faria sem problemas, mesmo que Messi – sim, ele estava em campo – não estivesse em seus melhores dias. Aos 43, Lavezzi obrigou Ter Stegen a trabalhar pela segunda vez.

Como um time destes poderia derrubar os catalães no Camp Nou?

FICHA TÉCNICA BARCELONA 2 x 0 PARIS SAINT-GERMAIN

Local: Camp Nou, em Barcelona (ESP)
Data e hora: 21 de abril de 2015, às 15h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Svein Oddvar Moen (NOR)
Cartão Amarelo: David Luiz (PSG)
Cartão Vermelho: –
Gols: Neymar, 14’/1ºT (1-0); Neymar, 34’/1ºT (2-0)

BARCELONA: Ter Stegen, Daniel Alves, Piqué, Mascherano e Jordi Alba; Busquests (Sergi Roberto, 9’/2ºT), Rakitic e Iniesta (Xavi, Intervalo); Messi, Neymar e Suárez (Pedro, 29’/2ºT). Técnico: Luis Enrique.

PARIS SAINT-GERMAIN: Sirigu, Van der Wiel, Marquinhos, David Luiz e Maxwell; Matuidi (Rabiot, 34’/2ºT), Cabaye (Lucas, 20’/2ºT), Verrati e Pastore; Cavani (Lavezzi, 34’/2ºT) e Ibrahimovic. Técnico: Laurent Blanc.

LANCEPRESS!

Comentários

comentários