Nem goleada contra River salva e Palmeiras é eliminado da Libertadores

Egídio foi o primeiro a marcar (Foto: Folhapress)
Egídio foi o primeiro a marcar (Foto: Folhapress)

Mesmo com a goleada por 4 a 0 sobre o lanterna River Plate (URU), o Palmeiras foi eliminado da Libertadores na noite desta quinta-feira (14), no Allianz Parque, pela sexta rodada do Grupo 2 da competição sul-americana.

Apesar de fazer o seu papel nesta rodada, o time alviverde foi desclassificado na fase de grupos, já que o Rosario Central venceu o Nacional, no Uruguai, no mesmo horário.

Com isso, a equipe palmeirense encerrou a sua participação na terceira colocação da chave, com oito pontos, e foi superado na classificação pelo time uruguaio, com nove, e pela equipe argentina, que avançou na liderança, com 11.

O destaque da goleada foi o argentino Allione, autor de dois gols no confronto. O lateral Egídio e o centroavante Alecsandro, de pênalti, completaram o placar para os donos da casa.

Com a queda, o Palmeiras chegou a sua quarta eliminação precoce e igualou o recorde do Flamengo de eliminações na primeira fase da Libertadores. Antes, o time alviverde já havia sido eliminado três vezes logo no início do torneio, em 1973, em 1974 e 1979.

Agora, o Palmeiras tenta salvar o semestre com o Campeonato Paulista. Na próxima segunda (18), a equipe enfrenta o São Bernardo, também em casa, em jogo único pelas quartas de final.

O JOGO

Mesmo de forma desorganizada e ansiosa pela necessidade da vitória com bom saldo de gols, o Palmeiras conseguiu pressionar o River Plate desde o começo do jogo e rondou a grande área adversária com frequência até o intervalo.

Mas, apesar da maior posse de bola e presença ofensiva, o time alviverde abusou dos cruzamentos dos laterais Jean e Egídio e desperdiçou algumas boas jogadas no campo de ataque por causa dos inúmeros erros nos passes.

Quando conseguiu fazer a aproximação entre meio de campo e ataque, a equipe da casa chegou facilmente ao goleiro adversário. Aos 18min, Egídio tabelou com Robinho e, ao receber a devolução na grande área, chutou na saída de Pérez para fazer 1 a 0.

Já nos acréscimos, após rápido contra-ataque, Alecsandro deu belo passe em profundidade para Allione finalizar cruzado e ampliar o placar para o Palmeiras.

Na volta dos vestiários, e já sabendo da vitória parcial do Rosario Central, o Palmeiras iniciou mal o segundo tempo, com muitos erros nos passes e pouca produção ofensiva.

Cuca conseguiu mudar o cenário com as entradas do meia Cleiton Xavier, que não jogava desde agosto de 2015, e do atacante Erik. Com eles, o time alviverde ganhou mais qualidade e velocidade no passe e voltou a dominar o jogo até o apito final.

Com a pressão, os palmeirenses ainda marcaram duas vezes. Aos 27min, Allione pegou rebote do goleiro Pérez e ampliou o placar. Depois, já aos 35min, Alecsandro converteu pênalti sofrido por ele mesmo e selou a goleada. (Folha.com)

Comentários

comentários