NASA localiza elemento químico que pode indicar existência de vida em Marte

Sonda Curiosity na superfície de Marte - Foto: JPL-CALTECH/NASA
Sonda Curiosity na superfície de Marte – Foto: JPL-CALTECH/NASA

A sonda Curiosity, da NASA encontrou recentemente o elemento químico Boro na superfície de Marte. Segundo cientistas, o Boro é importante para a existência de vida, pois, além de ser parte imprescindível em muitas moléculas de proteína, participa da síntese de DNA e RNA. O relato foi feito por pesquisadores durante conferência anual norte-americana da União de Geofísica, em São Francisco.

“Em nenhuma outra missão foram encontrados vestígios de Boro em Marte. Se o Boro, que encontramos dentro de jazidas de gesso marcianas, for parecido com o elemento que temos na Terra, então poderemos deduzir que a água, onde se formaram as jazidas, era neutra quanto à sua composição química e bastante quente — de 0 a 60 graus Celsius. “Ou seja, favorável ao desenvolvimento de vida”, detalhou Patrick Gasda do Laboratório Nacional de Los Alamos (EUA).

Surgimento de vida na Terra

Os cientistas conseguiram analisar detalhadamente nos últimos anos muitas etapas vitais do surgimento da vida na Terra. Pesquisas nesse sentido gerou um leque de suposições. Umas das mais importantes estariam ligadas ao fato de as águas do oceano primário da Terra, preliminarmente, deveriam conter em pouquíssima quantidade os elementos molibdênio e boro, fundamentais para síntese de moléculas de DNA, estabilização e multiplicação das mesmas.

Equipe científica responsável pela sonda marciana Curiosity conseguiu comprovar a existência de Boro no Planeta Vermelho – Foto: JPL-CALTECH/NASA

Atmosfera com oxigênio

De acordo com o renomado exobiólogo Steve Benner, a atmosfera marciana continha quantidade de oxigênio necessária para realização de oxidação desses elementos e para dissolução dos mesmos em água.

Comprovação da existência de Boro

E agora a equipe científica responsável pela sonda marciana Curiosity conseguiu comprovar a existência de Boro no Planeta Vermelho, após o quarto rover da NASA achar traços do elemento em rochas analisadas durante as últimas expedições às encostas do monte Charp, em Marte.

Braço robótico paralisado

A NASA confirmou nesta quarta-feira (14) que a broca do rover da Curiosity teve seu braço robótico paralisado no Planeta Vermelho. Os engenheiros estão tentando solucionar o problema em motor na broca do rover que é usado para perfurar rochas.

“Estamos usando outros instrumentos enquanto fazemos testes”, disse Ashwin Vasavada, cientista do projeto no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, que gerencia a missão. (TN Online com Daily Mail)

Comentários