Nasa cancela caminhada espacial 100% feminina por falta de trajes

Agências/VEJA

As astronautas Anne McClain e Christina Hammock Koch: vaga só para uma. (Foto: Robert Markowitz/Nasa)

A Nasa teve de cancelar a primeira caminhada espacial só de mulheres programada para sexta-feira, 29, porque não há trajes espaciais suficientes do tamanho adequado para as astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS).

De acordo com comunicado divulgado pela Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa), foi necessário realizar um reajuste na segunda das três caminhadas previstas pela atual missão da ISS.

Para esta sexta-feira, estava previsto que as astronautas Anne McClain e Christina Koch fizessem uma caminhada espacial para uma intervenção em um dos canais de fornecimento elétrico da Estação. As duas entrariam para história, visto que esta seria a primeira operação do tipo realizada unicamente por mulheres.

Até hoje, só homens ou equipes mistas realizaram caminhadas espaciais, desde o início da montagem da estação, em 1998. Foram registradas 214 saídas deste tipo.

No entanto, Anne terá de dar lugar na missão para seu colega Nick Hague, anunciou a Nasa na noite desta segunda-feira 25.

“Os administradores da missão decidiram ajustar as tarefas, devido em parte à disponibilidade de trajes espaciais na estação”, afirmou a agência americana em comunicado.

Anne McClain participou de uma caminhada espacial na semana passada com Nick Hague, e descobriu que o tamanho “médio” do torso superior do traje vestia melhor nela, segundo um comunicado da Nasa.

“Como apenas um torso de tamanho médio pode ser preparado até sexta-feira, 29 de março, Koch o usará”, disse a agência espacial.

Os trajes

Os trajes espaciais a bordo da ISS são um conjunto de partes que se combinam para se adaptarem aos corpos dos astronautas, segundo Brandi Dean, uma porta-voz do Centro Espacial Johnson em Houston, onde ficam os escritórios centrais.

De acordo com a funcionária, a bordo da Estação há duas combinações superiores para cada um dos três tamanhos disponíveis: médio, grande e extra grande.

Mas um dos “médios” é uma peça de substituição, e são necessárias 12 horas de trabalho para prepará-la para uma saída. Uma vez no espaço, os tamanhos podem requerer ajustes em função das mudanças causadas pela microgravidade, acrescentou.

Mulheres no espaço

O anúncio da Nasa causou decepção e revolta em muitas pessoas que acompanhavam a missão muito aguardada nas redes sociais, e algumas argumentaram que uma caminhada espacial só de mulheres já deveria ter acontecido.

Outras disseram que estão tristes por ver um momento marcante na exploração espacial feminina ser adiado, mas que a segurança vem em primeiro lugar.

Mas “uma caminhada espacial só de mulheres irá acontecer eventualmente”, escreveu Emily Lakdawalla, editora-sênior da entidade norte-americana sem fins lucrativos The Planetary Society.

Quase 60 anos após o primeiro ser humano ir ao espaço, menos de 11% das mais de 500 pessoas que já fizeram viagens espaciais foram mulheres. Anne e Christina foram parte da classe de 2013 da Nasa, que tinha 50% de mulheres.

Comentários