Nas escolas, crianças e adolescentes estão entre as principais vítimas de depressão e automutilações

Nádia Nicolau

Depressão, ansiedade, automutilações e suicídio entre crianças e adolescentes, esses foram os principais temas discutidos na entrevista do dia, no programa Tribuna Livre, de hoje (4), da Capital FM.

A Superintendente de Gestão e Normas da Secretaria Municipal de Educação, Alélis Izabel de Oliveira Gomes é pedagoga e explicou o trabalho desenvolvido pelos profissionais de educação da Capital, através de um projeto inédito, que tem o objetivo de oferecer cuidados aos estudantes que passam por situações conflitantes em casa e no ambiente escolar. Problemas estes que fazendo com que se tornem vulneráveis.

Conforme a professora Alélis Izabel, os pais não devem usar a desculpa da rotina corrida do trabalho para justificar a ausência com os filhos. Para ela “esses são problemas da sociedade moderna, mas é assustador o que temos visto”.

Campo Grande é a primeira cidade a implantar o programa Valorização da Vida, que realiza projetos e palestras para elevar a autoestima dos alunos. Segundo Alélis, os professores e os psicólogos, em um trabalho conjunto, têm conseguido identificar adolescentes, na faixa de 12 anos, que fizeram automutilação.

“Isso tem nos preocupado, são muitas crianças. Nosso dever é acompanhar, mas os pais precisam estar presentes também. Não podemos deixar os filhos desassistidos, a família tem que estar atenta. O compromisso é dos pais e isso não pode ser transferido para terceiros”, ressaltou Alélis.

Números preocupantes

Conforme a superintendente de Gestão e Normas da SEMED, só no segundo semestre do ano passado 800 crianças foram assistidas pela equipe de profissionais especializados.

Já em 2019, até maio, 1.900 jovens receberam assistência dentro das unidades educacionais, destes, aproximadamente 200 já praticaram algum tipo de automutilação e, muitas vezes, atualizando seus próprios materiais escolares, como apontadores e réguas.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui