‘Não há solução mágica para superar crise econômica do Estado’, diz secretário de Fazenda

Silvio Ferreira

Durante entrevistas ao programa Tribuna Livre, da Capital FM, e ao portal de notícias Página Brazil, o secretário de Fazenda de Mato Grosso do Sul, Márcio Campos Monteiro, declarou que “não há varinha mágica” para se encontrar saídas para a crise financeira enfrentada pelo Estado. Monteiro lembrou que apesar da gravidade da crise econômica nacional, e da situação caótica de alguns estados que não têm conseguido sequer pagar a folha dos servidores, “a situação de Mato Grosso do Sul ainda é de certo equilíbrio”.

O secretário destacou que apesar do sucesso da Agricultura no Estado, a economia sul-mato-grossense ainda não pode criar sozinha – sem que o país como um todo encontre saídas para a recessão econômica – novos meios para realizar investimentos em infra-estrutura e fomentar o crescimento. “Nossa expectativa é que a economia do país supere este momento de crise”.

Para Monteiro, a redução de arrecadação de impostos registrada em todo o país com a crise econômica foi agravada em Mato Grosso do Sul, por problemas como a dramática queda no ICMS do Estado, depois da mudança da política do governo federal em relação ao gás boliviano. Segundo o secretário, o produto que já foi responsável por 16% da Receita do Estado, hoje corresponde a apenas 4%.

Ao comentar as preocupações do secretário municipal de Finanças e Receitas de Campo Grande, Pedro Pedrossian Neto, de que a Capital perca R$54 milhões em repasses do governo do Estado relativos ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em 2018, Márcio Monteiro afirmou que apesar da crise “50 (dos 79 municípios do Estado) tiveram aumento de receita”. O secretário comparou os repasses dos recursos para os municípios com “as fatias de uma pizza”, argumentando que em um momento de queda da arrecadação estadual, ao se tentar equilibrar a destinação de recursos entre todos os municípios, é inevitável que alguns municípios percam Receita.

 

Comentários