‘Não gastei nada além do que ia gastar’, diz Bolsonaro sobre voo de familiares pela FAB

Portal G1

Após criticar pergunta sobre o assunto na sexta-feira (26), o presidente Jair Bolsonaro comentou neste sábado (27) pela manhã o uso de um helicóptero oficial da Força Aérea Brasileira (FAB) por parentes dele.

Como o porta G1 revelou, em maio, familiares dele foram na aeronave ao casamento do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL). O voo foi do Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade, até o Aeroporto Santos Dumont, no Centro, próximo a Santa Teresa, onde ocorreu a celebração. Não há ilegalidade no transporte.

“Eu fui num casamento do meu filho, a minha família da região do Vale da Ribeira estava comigo, eu vou negar o helicóptero para ir para lá e mandar de carro para lá? Não gastei nada além do que eu já ia gastar”, disse Bolsonaro.

Bolsonaro fala sobre levar família de helicóptero para casamento do filho
Bolsonaro fala sobre levar família de helicóptero para casamento do filho

Elogios a Sérgio Moro

As declarações foram dadas em conversa com jornalistas após a Cerimônia de Brevetação dos Novos Paraquedistas do 26º Batalhão de Infantaria, na Vila Militar do Rio. Bolsonaro também declarou apoio ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, dizendo que ele mostrou “as entranhas da corrupção no Brasil”. Disse também que Moro não vai destruir as mensagens tiradas pelos hackers dos celulares das autoridades.

“A decisão de possível destruição não é dele. Cada um de nós pode pensar e torcer até por alguma coisa. O Moro não fará nada do que a lei não permita fazer. Agora, foi uma invasão criminosa. Eu não tive esse problema porque nada trato de reservado, confidencial, nos meus telefonemas. Agora, eu acho, eu acho não, invadir a privacidade das pessoas, quebrar sigilo sem autorização judicial, também é crime. E, ao quebrar sigilo, sem autorização judicial, privilegiar um órgão de imprensa também é crime. Publicar informações mentirosas e depois, mesmo sabendo que foram mentirosas, não se retratar, No meu entender, é um crime também”, disse.

‘Surpresa’ no Inpe

O presidente também afirmou que na próxima semana terão “surpresas” em relação aos dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O anúncio, segundo Bolsonaro, deverá ocorrer na quarta-feira.

“O índio é um ser humano igual nós. Não é pra ficar isolado dentro de uma reserva, como se fosse um zoológico. É um crime quem fala em preservação ambiental sem ter conhecimento. Esses dados do Inpe, semana que vem eles vão ter uma surpresa.”

Witzel e Bolsonaro em evento na Vila Militar do Rio neste sábado (27) — Foto: Reprodução/GloboNews
Witzel e Bolsonaro em evento na Vila Militar do Rio neste sábado (27) — Foto: Reprodução/GloboNews

Formatura de paraquedistas

No evento militar, Bolsonaro discursou por cerca de cinco minutos, falou sobre sua formação de paraquedista e parabenizou os mais de 600 formandos.

“Esse momento os acompanhará por toda a vida de vocês. Quando aparecer, na frente de vocês, algo que lhes pareça intransponível, lembrem-se do momento que hoje estão vivendo, e por tudo que passaram para consegui esse brevê, e esse obstáculo será facilmente transponível”, disse.

Ao lado do presidente, compareceram ao evento o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, o governador Wilson Witzel, o comandante Militar do Leste, general Júlio Cesar Arruda, o deputado federal Hélio Lopes (PSL).

Ainda neste sábado, está prevista a ida de Bolsonaro a São Paulo para assistir o jogo entre Palmeiras e Vasco, marcada para as 17h, no Allianz Parque.

Comentários