Nado artístico do Brasil fica com oitavo lugar no Mundial

Gazeta esportiva.com

Por pouco a equipe não ficou com a sétima colocação de Israel (Foto: François-Xavier MARIT/AFP)

Na manhã deste sábado, o Brasil encerrou a sua participação no nado artístico no Mundial de esportes aquáticos com a oitava colocação geral no combinado livre. A Rússia ficou com o ouro, com China (prata) e Ucrânia (bronze) completando o pódio.

A equipe brasileira foi formada Luisa Borges, Victoria Casale, Lorena Molinos, Gabriela Regly, Giovana Stephan, Júlia Catharyno, Maria Eduardo Micucci, Maria Bruno, Anna Giulia Veloso e Laura Micucci, e cada uma utilizava um maiô diferente, todos inspirados em super-heróis e super-heroínas.

O Brasil conseguiu uma melhora de dois pontos em relação ao resultado da classificação, o que foi suficiente para para desempatar com Cazaquistão e ultrapassar Belarus. Por 0.1, a equipe não superou Israel na sétima colocação.

Na última quarta-feira, a equipe brasileira teve uma grande baixa. Isso porque Maria Clara Lobo foi flagrada no doping por uso de furosemida e acabou ficando de fora da disputa.

Comentários