Na Capital, casos de HIV entre homens supera 3 vezes resultados entre mulheres

Da Redação

a hora é agoraEm Campo Grande, somente entre janeiro e setembro de 2019, os casos de HIV registrados entre os homens supera três vezes os resultados positivos entre as mulheres. Os dados geram preocupação e, por isso, eles são o público alvo da disponibilização de testes rápidos para detectar a presença do vírus no corpo.

Lançado em 23 de setembro, o programa A Hora é Agora visa o diagnóstico precoce da doença, e, assim, o início imediato do tratamento entre os homens, que são maioria nos casos em que os exames de detecção do HIV tem resultado positivo.

Nos nove primeiros meses do ano foram registrados novos 205 casos de HIV em homens, no mesmo período 59 mulheres foram diagnosticadas com a doença. Mesmo com os números alarmantes, há ainda quem tema o exame por medo de um resultado inesperado.

Através do site www.ahoraeagora.org o usuário poderá solicitar kit de autotestagem para o HIV e retirá-lo de forma anônima em um armário que está no shopping Pátio Central. O local foi montado para garantir o sigilo da identidade de quem fizer o pedido pelo autoteste.

“Desde a inauguração foram retirados 82 kits do armário, sendo que nas primeiras semanas houve uma procura muito grande, mas agora a procura caiu significativamente”, explica a coordenadora do projeto Andréia Silva. Segundo ela, essa queda era esperada com o passar dos dias, mas é preocupante visto que muitas pessoas que poderiam já começar o tratamento podem nem saber da presença do vírus no corpo.

Quando o resultado for positivo, segundo a coordenadora, a orientação é que o paciente procure o CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), onde terá acompanhamento de dois psicólogos, que irão encaminha-lo ao sistema de saúde para iniciar o tratamento. Também é função desses profissionais fazer com que o homem continue o tratamento após os primeiros atendimentos.

Quando iniciado precocemente, o tratamento garante a qualidade de vida do paciente, possibilitando que o vírus não evolua de forma tão veloz quanto naqueles que não fazem o uso das medicações.

O projeto A Hora é Agora é voltado exclusivamente aos jovens gays e outros HSH, por estarem entre as populações mais vulneráveis à infecção. Desta forma, ofertar a testagem para este público é necessário para detectar precocemente o HIV e outras IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis) e instituir rapidamente o seu tratamento.

Além de acompanhar as pessoas diagnosticadas e vivendo com HIV em relação ao seu tratamento e adesão. Somente indivíduos do sexo masculino maiores de 15 anos e residentes em Campo Grande poderão solicitar o autoteste pela nova ferramenta.

Apesar do projeto ser direcionado especialmente aos homens, as mulheres também conseguem ter acesso aos testes, indo até o Centro de Testagem e Aconselhamento, localizado na Rua Anhanduí, 353 – Vila Carvalho, ou a uma unidade de saúde da rede pública de saúde.

A Hora É Agora

O projeto “A Hora É Agora” é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande, o Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis (DCCI) do Ministério da Saúde, a Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), os Centros para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos da América (CDC) e PEPFAR (siga em inglês do “Plano de Emergência do Presidente para o Alívio da Aids”, iniciativa governamental dos Estados Unidos para lidar com a epidemia global de HIV/aids).

Serviços

Os kits de testagem podem ser retirados no endereço descritos abaixo:

Pátio Central Shopping

Mal. Candido Mariano Rondon, 1380 – Centro, Campo Grande – MS

De segunda a segunda (8h às 19h).

Local para realizar exame confirmatório:

Centros de Testagem e Aconselhamento – CTA

Rua Anhanduí, 353 – Vila Carvalho, Campo Grande – MS

Mais Informações

https://www.ahoraeagora.org

Curta nossa página no Facebook e instagram: @ahoraeagoracgr

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui