Músico douradense morre por suspeita de H1N1

O cantor e compositor Cássio Afonso de Souza, 22, morreu ontem (30) no Hospital Universitário em Dourados, sob suspeita de H1N1.

Conforme informações do Dourados News, a vítima seguia tratamento em estado grave devido a complicações.

Cássio Afonso. – Crédito: Reprodução/Facebook

Cássio chegou a ficar internado em hospital particular da cidade, na tentativa de garantir um melhor tratamento, mas a família não obteve condições de pagar os custos.

Eles chegaram a mobilizar uma campanha de arrecadações, mas o rapaz acabou sendo transferido ao HU.

O Dourados News tentou contato com o Núcleo de Vigilância do Município, Hospital Universitário, Secretaria Estadual de Saúde, mas nenhum desses órgãos detalhou sobre a morte do cantor.

Nas redes sociais amigos e familiares lamentam a morte do jovem douradense, que integrava a dupla sertaneja Cássio e Leandro.

MAIS CASOS

Neste ano Dourados já registrou duas mortes pela doença, um homem e uma mulher de 42 e 54 anos respectivamente. No quadro geral do Estado, 59 pacientes acabaram vitimados pela gripe H1N1, a maioria na Capital [27 óbitos].

Em notificações, as unidades de saúde de Dourados já registraram 8 casos suspeitos. Além desses, ainda consta no boletim epidemiológico da SES um caso de H3N2 em investigação na cidade, três casos de gripe A, e outros 39 de síndrome respiratória aguda grave.

Comentários