Mulher morre em acidente e polícia descobre golpe da aposentadoria em irmã viva

Morta no dia 14 de setembro deste ano, em um acidente na MS-386, Ilma Almeida, 70 anos, usava documentos da irmã, Sônia Galeano Candida, 77, para receber o benefício da aposentadoria . O caso foi registrado em Amambai, distante 342 quilômetros da Capital, e agora está sob investigação.

Ilma morreu no último dia 14, mas irmã foi dada como morta - Foto: Rogério Martins/Conesul Agora
Ilma morreu no último dia 14, mas irmã foi dada como morta – Foto: Rogério Martins/Conesul Agora

Segundo o registro policial, Ilma , moradora da Aldeia Amambai, estaria usando os documentos da irmã. A filha de Ilma, identificada como Cida Ribeiro, de 48 anos, auxiliava a mãe no golpe.

No dia do acidente os socorristas e a própria polícia deram como morta Sonia Galeano.

Assim, oficialmente, Sonia estava morta e Ilma viva, mas na prática era o contrário. A

confusão e posteriormente o golpe praticado por Ilma e a filha só foram descobertos na manhã de ontem, quando a funerária que realizou o sepultamento de Ilma, que no papel é Sonia, procurou a Fundação Nacional do Índio (Funai) da cidade em busca de documentos originais da morta e descobriu a farsa.

O caso foi registrado na Polícia Civil como falsidade ideológica e agora trâmites jurídicos precisão ser feitos para que Sonia possa ser “ressuscitada” legalmente.

 

Comentários

comentários