Mulher de 33 anos morre na Capital com suspeita de dengue hemorrágica

Leika Pereira Campos, de 33 anos, moradora do Bairro Oliveira III, morreu na tarde de ontem (17), por volta das 15h, com suspeita de dengue hemorrágica no Hospital Regional de Campo Grande, após sete dias internada.

Leika morreu ontem (17) a tarde no Hospital Regional, em Campo Grande. (Foto: Arquivo pessoal / Reprodução Facebook)
Leika morreu ontem (17) a tarde no Hospital Regional, em Campo Grande. (Foto: Arquivo pessoal / Reprodução Facebook)

A família de Leika afirma que ela foi vítima de dengue hemorrágica. Porém a SES ainda investiga o caso, pois seria necessário a realização de exames para confirmar a morte pela forma hemorrágica da dengue.

Ela começou a passar mal e na quarta-feira (10) foi ao posto de saúde da região, teve amostra do sangue retirado para fazer o exame de dengue e foi liberada para se tratar em casa. Na sua residência, ela repousava e tomou o remédio descrito para aliviar os sintomas.

Mesmo assim, Leika piorou e foi levada ao posto de saúde do Aero Rancho no sábado (13). Em razão da gravidade, teria ficado internada e no domingo já avisaram sobre a necessidade de transferência. Nesta segunda-feira (15), ela foi encaminhada para o Hospital Regional, morrendo ontem.

O velório de Leika acontece na Pax da Avenida Bandeirantes até às 13 horas. O sepultamento esta previsto para às 14 horas, no cemitério Santo Amaro.

 

Comentários

comentários