Mulher cai no golpe do bilhete premiado e perde mais de R$ 70 mil na Capital

Tentanto ajudar um homem nesta terça-feira (4), uma mulher de 44 anos perdeu mais de R$ 70 mil entre dólares e euros para um estelionatário em Campo Grande. O caso aconteceu por volta de 12h de ontem (4), no Shopping Campo Grande,.

Segundo inromações do boletim de ocorrência, a mulher estava no shopping quando foi abordada por homem que se identificou Antônio Silva, morador de fazenda em Ribas do Rio Pardo.

Ele pediu informações sobre uma rifa que havia comprado. A mulher verificou o papel e percebeu não ser uma rifa e sim um bilhete da Mega-Sena que estaria premiado, com o valor de R$ 6 milhões.

Nesse mesmo instante, um homem se aproximou dizendo que era advogado e que poderia ajuda-los a retirar o dinheiro. Os três conversaram e o susposto ganhador do bilhete informou à vítima e ao advogado que se eles ajudassem, daria 10% do valor do prêmio, que seria R$ 600 mil. Porém, eles teriam que demonstrar um ato de boa-fé e mostrar o quanto tinham de dinheiro para que ele não fosse enganado.

Neste momento, os homens entraram no carro da vítima e seguiram até o suposto escritório do advogado. No local, ele teria entregue ao homem dois pacotes contendo R$ 150 mil em notas. A mulher afirmou que teria visto algumas das notas.

A mulher foi até uma agência bancária, na Avenida Coronel Antônino e sacou o valor de R$ 5 mil, em seguida fez uma transferência no valor de R$ 37.689 para uma casa de câmbio. Em seguida foram até a casa de câmbio no shopping e a vítima fez mais dois saques de US$ 5 mil e € 5 mil.

Todo o dinheiro foi entregue ao dono do bilhete premiado. Dentro do veículo, o advogado teria dito à mulher que o irmão iria trazer mais R$ 12 mil e era para esperar na porta do banco.

Momento em que ela deixou os dois sozinhos dentro do veículo. Ao chegar a porta do banco e esperar por aproximadamente 10 minutos percebeu que se tratava de um golpe, mas ao retornar ao carro os autores tinham fugido com o dinheiro.

Caso foi registrado na Terceira Delegacia de Polícia e será investigado.

Comentários