MS tem segundo maior crescimento no número de nascimentos em 2017

Da Redação

Nasceram 48.036 pessoas em Mato Grosso do Sul no ano passado, o que representou aumento de 6,3% em relação a 2016. O índice de crescimento no Estado foi o segundo maior do Brasil, perdendo apenas para Tocantins. Os dados são de levantamento de Registro Civil do IBGE divulgado nesta quarta-feira (31.10).

Os homens são maioria entre os nascimentos no ano passado: 24.702. Os meses de maio e março tiveram a maior concentração de nascidos, com 4.330 e 4.221, respectivamente. Do total de nascimentos no Estado, 15.473 foram em Campo Grande.

Em primeiro no ranking nacional, Tocantins teve aumento de 9% no número de nascimentos no ano passado em comparação com 2016. A média nacional foi de 2,6%.

Com relação à idade da mãe na data do parto, a maioria dos nascimentos registrados em 2017 concentravam-se na faixa etária de 20 a 29 anos de idade, com total de 23.309. Se comparado a 2016, os maiores crescimentos foram nos grupos etários de 30 a 39 anos de idade, passando de 509 para 582, e de 50 anos ou mais de idade, subindo de 41 para 53 nascidos.

Casamentos e divórcios

Mato Grosso do Sul aparece com a maior taxa de divórcio do Brasil, considerando o cálculo da divisão do número de divórcios pelo número de habitantes, multiplicando-se o resultado por 1.000. Para a pesquisa, foram considerados os divórcios das pessoas de 20 anos ou mais de idade concedidos em 1ª instância ou realizados por escrituras extrajudiciais.

O número de divórcios consensuais concedidos em 1ª instância ou por escritura aumentou 11,5% em Mato Grosso do Sul, somando 6.808 no ano passado. Em Campo Grande foram 3.496.

O tempo médio de duração do casamento caiu de 18 anos para 11,6 anos em uma década (entre 2007 e 2017). O levantamento considera para cálculo o intervalo entre a data do casamento e a data da sentença ou escritura do divórcio.

Em contrapartida, a taxa de nupcialidade legal no Estado, ou seja, de registros de casamentos entre a população em idade de casar (15 anos ou mais de idade) é a 5ª maior do País. Para cada 1.000 habitantes em idade de casar, 7,96 uniram-se por meio do casamento legal em 2017. No Brasil, a média é de 6,6 pessoas unidas em casamento.

Em relação ao número de casamentos, houve redução de 4,6% em 2017 Mato Grosso do Sul, de 17.447 para 16.650. No entanto, o número de casamentos registrados entre cônjuges do mesmo sexo masculino aumentou de 32 para 44 no ano passado.

Comentários