MS tem 91% dos leitos públicos de UTI para Covid-19 ocupados, aponta SES

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, apontou que Mato Grosso do Sul registra nesta quarta-feira (3), 91% de ocupação dos leitos públicos de terapia intensiva (UTI) para atendimento de pacientes com Covid-19. Segundo o boletim epidemiológico, de 298 leitos de UTI públicos, 270 estão ocupados, sendo 244 com casos já confirmados e 26 com suspeitos.

Foto: Saul Schramm

Resende disse que o estado tem dificuldades para abrir novos leitos de UTI em razão da falta de mão de obra, como médicos e enfermeiros, mas que busca alternativas com os municípios. Ele adiantou que trabalha para abrir 10 novos leitos em Três Lagoas, 15 em Dourados (10 no Hospital Universitário e 10 no Santa Rita) e mais 10 em Ponta Porã.

Em relação a Campo Grande, disse que o Hospital Regional trabalha com capacidade acima de sua lotação, utilizando todos os 79 leitos de UTI para Covid-19 e ainda mais 5 leitos de retaguarda, e que outras instituições como a Santa Casa, Hospital Universitário e clínicas particulares estão com 100% de capacidade ocupada.

Resende afirmou que “não existem leitos de UTI disponíveis em Campo Grande” e que está aberto a parceria com o município. Citou que um exemplo dessa ação conjunta vai ocorrer no Hospital Regional, onde a prefeitura vai ceder profissionais para manter unidades de terapia intensiva em operação.

Dados da Covid-19 nesta quarta-feira (3) em MS:

  • Casos novos: 1.012
  • Total de casos do estado: 184.117
  • Mortes confirmadas nesta quarta-feira: 24
  • Total de mortes: 3.374
  • Infectados em isolamento domiciliar: 8.727
  • Pessoas hospitalizadas: 661
  • Hospitalizados em leitos de UTI: 313
  • Taxa de ocupação de leitos de UTI públicos: 91%
  • Pessoas recuperadas: 171.355