MS registra fechamento de 646 postos de trabalho em março

Da Redação/JN

Mato Grosso do Sul registrou saldo negativo na geração de empregos em março com 646 demissões a mais do que contratações, segundo os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho, divulgado na sexta-feira (20).

Comércio e agropecuária foram os principais setores que provocaram o saldo negativo.

O estado apresentou o menor saldo negativo entre as cinco unidades da federação, onde o fechamento de postos de trabalho foi maior do que as admissões como em Pernambuco (-9.689), Alagoas (-6.999), Mato Grosso (-3.018), Sergipe (-2.477) e Pará (-787).

Os principais setores responsáveis pelo resultado negativo foram o comércio (-549) e o agropecuário (-451). Por outro lado, a prestação de serviços e a construção civil ajudaram a segurar o índice, com geração de 351 e 23 empregos, respectivamente.

Apesar do saldo negativo no último mês, no acumulado do primeiro trimestre, o estado apresenta um pequeno saldo positivo com 0,90%, que representa 4.537 novos postos de trabalho.

Comentários