MS registra 1,2 mil casos de dengue e um de chikungunya em oito dias

A Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES) registrou em oito dias, 1.279 mil novas notificações da dengue. Só em Campo Grande foram 258 novos casos e um de infecção por Febre Chikungunya foi confirmado.

28CHIKU

Do início do ano até agora, o Estado registrou 24.003 mil casos da dengue, na Capital, o montante chega a 4.704 mil notificações.

Em 2014, Campo Grande finalizou o ano com 34 casos em investigação, um confirmado e 10 descartados. No estado, foram 69 casos notificados, um confirmado, 56 em investigação e 12 descartados.

Desde o último boletim, divulgado no dia 20, o total de mortes continua o mesmo, são 8 óbitos confirmados pela doença e três suspeitos ainda em investigação.

No ranking das cidades com mais incidência, os municípios de Iguatemi, Sonora, Selvíria, Itaquiraí e Brasilândia lideram.

CHIKUNGUNYA

Desde o início do ano, já foram notificados 79 casos da Febre Chikungunya, no entanto, apenas um deles foi confirmado.

O caso confirmado é de um paciente de Campo Grande, também na Capital está a maioria dos casos notificados, 52 deles.

SINTOMAS

Assim como a dengue, a Chikungunya é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti só que os sintomas são mais intensos. Os sintomas são febre de início súbito, maior que 38,5°C, e dor intensa nas articulações, acompanhada ou não de edemas (inchaço).

Em alguns casos, segundo a SES, as dores articulares permanecem por meses e até anos. O órgão alerta que pode acontecer infecção pela chikungunya e dengue ao mesmo tempo, já que o mesmo mosquito pode carregar os dois vírus.

Ao apresentar sintomas da doença, as recomendações da SES são procurar uma unidade de saúde e manter repouso, tomar muito líquido, como água, suco de frutas, soro caseiro, chás, água de coco e sopas, além de evitar exposição aos mosquitos.

Comentários

comentários