MS cria 5,2 mil vagas de trabalho no primeiro semestre deste ano

Da Redação com informações do G1

Mato Grosso do Sul fechou o 1º semestre de 2017 com saldo positivo de 5,2 mil vagas de emprego com carteira assinada, de acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta segunda-feira (17).

Esse número estadual é maior que os registrados nos primeiros seis meses de 2015 e 2016, que tiveram saldo de 2.569 e 3.319, respectivamente.

Em junho de 2017, as contratações superaram as demissões em 250 trabalhadores. Conforme o Caged, serviços (677 postos) e comércio (412 postos) foram os setores que mais contribuíram para o desempenho positivo do estado no mês.

Os saldos dos outros setores foram: agropecuária (43), serviços industriais de utilidade pública (39), extrativa mineral (37), administração pública (0), construção civil (-349) e indústria de transformação (-609).

De julho de 2016 a junho de 2017, o saldo sul-mato-grossense entre admissões e desligamentos é de 17.

Municípios

No ranking dos municípios de Mato Grosso do Sul com mais de 30 mil habitantes, Dourados aparece com o maior saldo positivo do emprego formal em junho: 160. Em Três Lagoas, Corumbá e Ponta Porã, as contratações também superaram as demissões em 82, 68 e 56, respectivamente.

Por outro lado, Campo Grande fechou 337 vagas formais em junho. Rio Brilhante também se destaca entre as cidades que perderam postos de trabalho com carteira assinada: 246.

 

Comentários