MS cria 15.332 mil empregos formais no 1º semestre e tem o maior saldo de junho em 6 anos

Mato Grosso do Sul gerou 15.332 empregos com carteira assinada no primeiro semestre deste ano, segundo números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (25) pelo Ministério da Economia.

O saldo é a diferença entre as contratações e a demissões. Nos seis primeiros meses do ano, o estado teve 135.185 contratações e 119.853 demissões.

Os setores que mais puxaram o crescimento em junho foram: Comércio (449), Serviços (+590), Agropecuária (+488); o destaque negativo foi para a Indústria de Transformação (-620).

Entre os municípios, destaque para Dourados com saldo positivo de 171 vagas, Ponta Porã (+144), Três Lagoas (+270). Os resultados negativos ficaram por conta de Paranaíba (-589) e Nova Andradina (-89).

Em todo o país

A economia brasileira gerou 408.500 empregos com carteira assinada no primeiro semestre deste ano. De acordo com o governo, trata-se do melhor resultado, para este período, desde 2014, ou seja, em cinco anos. No mesmo período do ano passado, por exemplo, foram abertas 392.461 vagas com carteira assinada.

Comentários