Motoristas esperam mais de 10h em fila para abastecer a R$2,50 na Capital

Da Redação/JN

Na madrugada deste sábado (19), a fila já era grande para abastecer com gasolina a R$ 2,50 em um posto próximo a Base Aérea de Campo Grande. O combustível com valor bem abaixo de mercado é uma forma encontrada para protestar contra a alta carga tributária no país. A ação batizada de Feirão do Imposto, foi promovida pela Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje).

Motoristas na fila para abastecer com gasolina a R$ 2,50

“O importante é frisar que não é desconto ou promoção, é para conscientização do cidadão. Para ele veja o quanto nós brasileiros pagos de tributo, é um absurdo”, disse Rodney Junior, coordenador estadual Feirão do Imposto.

Os primeiros motoristas chegaram no posto de combustíveis nesta sexta-feira (18), por volta das 20h (de MS). Eles passaram a madrugada inteira em uma fila que se estendeu pela avenida Duque de Caxias. Como a procura foi grande, senhas foram distribuídas. Os organizadores calculam que 250 pessoas abasteceram com a gasolina a R$ 2,50.

Os primeiros motoristas chegaram no posto de combustíveis ainda nesta sexta-feira (18), por volta das 20h (de MS). Eles passaram a madrugada em uma fila na avenida Duque de Caxias.

No total, foram vendidos 5 mil litros de combustível com dedução de 45% dos impostos. O preço praticado no posto onde foi feita a ação é de R$ 4,19. Cada motorista ganhou o direito de colocar no máximo 20 litros.

Outros segmentos comerciais também participam do Feirão do Imposto, que ocorre nacionalmente em mais 100 cidades do país. Em Campo Grande, farmácias estão vendendo 500 medicamentos com dedução dos tributos. O preço de venda, com a retirada dos impostos variam de 38,6% até 46,5%.​

 

Comentários