Motorista recebe multa mesmo com tempo registrado em parquímetro

Ação do agente da Agetran foi filmada pelo comerciante, prefeitura afirma que denúncia não procede 

O comerciante Vinicius Carvalho Pinto, 39 anos, denunciou na tarde na tarde desta segunda-feira (28), uma ação do agente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), que multou seu carro por estar estacionado sem o tempo registrado no parquímetro.

Vinicius estacionou o veículo na Rua 15 de novembro, centro de Campo Grande, afirmou que havia tempo registrado e mesmo assim, o agente aplicou a multa. Toda ação do agente foi filmada, inclusive registrando o tempo restante no parquímetro.

O comerciante questionou o agente de trânsito, que respondeu, dizendo que deixaria o presente para o motorista.  “Ele disse que eu coloquei o tempo por que ele estava passando e que como eu iria tirar assim que ele virasse as costas ia me deixar o presente”

O Página Brazil entrou em contato com prefeitura de Campo Grande, que declarou a improcedência da denúncia. Em nota a administração municipal afirma que o proprietário do veículo, após verificar o agente de trânsito lavrando a notificação, foi até o parquímetro, abasteceu de créditos e na sequencia  gravou o vídeo. De acordo com a prefeitura,  as próprias fotos por ele tiradas mostram o tempo de 29 minutos, sendo que o mínimo possível de abastecimento é de 30 minutos, o que prova que ele carregou o parquímetro segundos após o início da notificação.

A cena foi acompanhada por um guarda civil municipal que testemunha a favor do agente de trânsito, que foi até polícia e registrou um Boletim Registrado contra o motorista.

O mesmo proprietário do veículo tem acumulada 3 multas por uso irregular de estacionamento só no primeiro semestre do ano de 2017, todas registradas por diferentes agentes de trânsito. Ele confirma as multas, mas também questiona, “Quem me garante que são procedentes”?

O comerciante disse que vai recorrer e já acionou seus advogados.

 

Comentários