Motorista de aplicativo é feito refém de bandidos e deixado em matagal

O motorista de aplicativo Luiz Roberto Camargo de 35 anos, ficou refém de bandidos entre a noite de quarta-feira (26) e a madrugada de quinta (27), em Campo Grande, e teve dinheiro roubado. Ele pediu ajuda à polícia quando foi colocado no porta-malas, mas só foi encontrado três horas depois.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, por volta das 19h30 o trabalhador parou com o carro, um  Renault Sandero, na avenida Guaicurus, bairro Universitário, para ligar o aplicativo e foi então rendido por dois bandidos, um deles com arma de fogo.

O motorista foi obrigado a seguir até a MS-080 e a parar a aproximadamente 5 quilômetros da área urbana. Lá ele foi colocado no porta-malas do carro e mais um suspeito chegou em outro veículo e os três então conversaram e decidiram abandonar a vítima com o automóvel.

O trabalhador conseguiu avisar a polícia sobre o assalto, mas em seguida foi levado mais adiante na rodovia e deixado algemado em uma cerca às margens da via.

Após a ligação do motorista, policiais estiveram no local, encontraram no carro, mas não o motorista. Cerca de três horas depois a vítima foi encontrada perto do veículo, com marcas de algemas de plástico no pulso.

Os bandidos fugiram levando R$ 550 do motorista e até a publicação desta reportagem não tinham sido localizados. O caso foi registrado como roubo majorado pela restrição de liberdade da vítima, roubo majorado pelo concurso de pessoas e roubo majorado se a violência é exercida com arma de fogo.

Comentários