Motorista cai no golpe do ‘falso frete’, e é torturado por criminosos

Motorista ficou refém de dois criminosos na noite de ontem (8), depois de cair no golpe do ‘falso frete’. Ele teria sido contratado para transportar alguns sacos de milho em Dourados e combinado de encontrar com os supostos contratantes, na rotatória da BR-163, saída para Campo Grande.

Dupla foi presa pela polícia

Segundo informações do Departamento de Operações de Fronteira, a vítima relatou que após embarcar a dupla, foi orientado a seguir viagem para o município de Amambai, até que um dos bandidos o ameaçou com uma faca de cozinha e anunciou o assalto. Aos policiais, o proprietário do caminhão contou ainda que ficou amarrado e sofreu agressões.

O DOF informou que a abordagem ao caminhão Trator Scania foi à BR-163, sentido Caarapó, após várias ordens de paradas, porém que  não foram obedecidas.

De acordo com o registro policial, após 15km de perseguição, a velocidade do veículo foi diminuída e duas pessoas pularam do automóvel ainda em movimento, porém o passageiro identificado como Leandro Henrique Rivas Pontes não conseguiu escapar e foi detido pelos agentes.

O motorista havia sido contratado para transportar sacos de milho

Ele disse que quando foi chamado por ‘Mineirinho’, como conhece o homem que conseguiu fugir pela mata, não sabia que se trataria de um assalto. Questionado sobre de onde conhece o outro criminoso, Leandro relatou que os dois são vizinhos.

Dentro da cabine, os policiais do DOF encontraram a vítima amarrada e ainda apreenderam par de tênis, boné preto e um celular.

Leandro recebeu voz de prisão e foi encaminhado junto com os objetos apreendidos e o caminhão, para o 3º Batalhão da Polícia Militar de Dourados.

Segundo Preso

À tarde a polícia prendeu o segundo envolvido no assalto. Valdenir Barros Ferro, 35, morador em Itaquiraí, disse ter sido contratado por R$ 10 mil para pegar o veículo e levar até a fronteira.

De acordo com o delegado da Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), Winston Alves Garcia, após a prisão de Leandro, ocorreram diligências até Valdenir ser identificado. Ele acabou preso em Itaquiraí e foi trazido para Dourados.

Questionado, relatou sobre o fato citado acima e disse inicialmente que entregaria o veículo em Itahum.

Já Leandro informou ter sido contratado para ficar com o condutor em cativeiro e o destino do caminhão seria a fronteira.

Para o delegado, é importante motoristas de fora que venham prestar serviço na região se atentar às contratações.

Comentários