Motociclistas são os mortos no trânsito de Dourados que já soma 5 em dois meses

Lúcio Borges

Imagens do último acidente na cidade

O município de Dourados apesar de diminuir uma morte em 2019, constata mais uma vez,  que neste período do ano,  os motociclistas são os mortos no trânsito da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul. As mortes no trânsito douradense, teve somente no primeiro mês do ano, todas por acidente de motocicleta, como apontou levantamento do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) da cidade. As ocorrências foram na maioria no centro urbano, com uma sendo em rodovia que corta a cidade.

Conforme o levantamento, foram três condutores e dois passageiros vítimas de acidentes, que quase igualam os dados de 2018. O número é considerado alto, apesar dele ser pouco menos, comparado ao ano passado, quando em janeiro de 2018 foram registrados seis óbitos.

O pior acidente, se é que tem algum melhor, foi há 14 dias, como o Página Brazil noticiou em vídeo, onde dois motociclistas se chocaram de frente. Dentre todos, as vítimas foram quatro homens e uma mulher, que tinham em sua maioria entre 30 e 59 anos. Uma das vítimas tinha faixa etária de 18 a 29 anos e a outra não foi divulgada.

Num quadro geral de acidentes, as vias de Dourados foram palco para 128 ocorrências. 66 pessoas saíram feridas e 58 casos resultaram em danos materiais. Entre os feridos estão: 8 condutores, 9 passageiros, 2 pedestres, 4 ciclistas e 51 motociclistas. No quadro total de vítimas apenas com ferimentos, 43 homens e 31 mulheres.

Os acidentes aconteceram nos seguintes locais:

– No dia 4: BR-463, próximo ao trevo de acesso a Laguna Garapã, quando duas pessoas morreram após colidir em outro carro;

– No dia 11: Avenida Marcelino Pires, quando um motociclista morreu por colisão;

– Dia 22: Rua Vereador Ataulfo Matos, um motociclista morreu após cair de moto;

– Dia 28: Cruzamento da Avenida Joaquim Alves e Rua Coronel Ponciano, quando uma motociclista morreu por colisão com caminhão.

Comentários