Mortos no Nova Lima tinham ficha na polícia e um usava documento falso

A Polícia Civil identificou que um dos mortos a tiros no bairro Nova Lima na manhã de ontem (12), usava documento falso para tentar não ser preso. Cristóvão Alves de Almeida, 35, na verdade é Magno Gauber Guimarães, 32, e possui passagens por homicídio, tráfico de drogas e ainda tinha um mandado de prisão em aberto.

Cristóvão morreu dentro do carro. Foto: Ivan Silva
Magno identificado inicialmente como Cristóvão morreu dentro do carro. Foto: Ivan Silva

O delegado Weber Luciano de Medeiros, da 2ª Delegacia de Polícia, explicou que a identidade verdadeira do suspeito foi descoberta quando a ocorrência desta sexta foi registrada.

A outra vítima da execução é Ailton Mário de Oliveira Ferreto, morador do São Conrado. Contra Ferreto há inquéritos de lesão corporal, violência doméstica, ameaça e porte de armas.

Magno eram que dirigia o Fiat Uno e estava acompanhado de Ailton. Eles estavam na Rua Randolfo Lima, no Nova Lima, quando foram atingidos por tiros disparados por dois homens em uma moto.

Foto Ivan Silva
Ailton tentou esconder-se em uma casa em construção, mas foi perseguido e morto Foto Ivan Silva

O motorista não conseguiu fugir e morreu dentro do veículo. O passageiro tentou esconder-se em uma casa em construção, mas foi perseguido e morto. Ailton também estaria armado, mas não conseguiu reagir.

De acordo com o delegado Weber, o crime é tratado como execução, mas ainda não há suspeitos e a polícia também não sabe o que teria motivado os assassinatos.

Comentários

comentários