Mortos de rebelião que durou 16h em Naviraí são identificados

Luiz Fabiano Bezerra, o “Zorba” e Fernando Florentino da Silva, ambos de 36 anos, são os presos mortos na rebelião iniciada na tarde de quinta-feira (4) e terminada na manhã desta sexta (5) na Penitenciária de Segurança Máxima de Naviraí, Sul de Mato Grosso do Sul.

Rebelião foi controlada hoje pela manhã - Foto: Umberto Zum/Ta na Mídia Naviraí
Rebelião foi controlada hoje pela manhã – Foto: Umberto Zum/Ta na Mídia Naviraí

Eles foram executados por companheiros de cela, por motivos ainda desconhecidos pela Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário).

Os nomes foram divulgados pelo Campo Grande News e segundo o site, os dois tinham vários antecedentes criminais.

Luiz Bezerra chegou a ganhar o benefício do regime semiaberto, mas no dia seguinte ele se ausentou da cidade, supostamente para trabalhar em Iguatemi, e passou a ser considerado foragido. Foi recapturado em janeiro e mandado de volta para a penitenciária.

Eles estava entre os dez presos feridos que foram levados ontem para a Santa Casa de Naviraí logo após o início da rebelião, mas morreu antes de ser atendido.

Já Fernando Florentino da Silva foi encontrado decapitado hoje de manhã, quando a tropa de choque da Polícia Militar entrou no presídio e controlou a rebelião.

Ele também tinha uma extensa ficha policial. No site do TJMS constam oito processos em que ele aparece como réu, a maioria por tráfico de drogas, roubo e furto.

Comentários

comentários