Idosa morre com queimaduras de 2º e 3º graus depois de tentar acender churrasqueira

Reprodução

Maria Arlete Peixoto da Silva (71) morreu na tarde desta quinta-feira (29), depois de estar internada vários dias com queimaduras após tentar acionar uma churrasqueira em uma chácara, na cidade de Dourados distante 225 quilômetros de Campo Grande.

A idosa foi socorrida e levada ao hospital pela sobrinha, Aline Peixoto. Aos profissionais da unidade de saúde, Aline relatou que a tia pegou um recipiente com dois litros de álcool combustível e jogou o conteúdo na churrasqueira já com fogo para abrasar mais as chamas, quando o recipiente estourou na mão da idosa queimando parte de seu corpo.

A vitima recebeu os primeiros atendimentos no Hospital evangélico de Dourados, e no dia 12 foi transferida para Santa Casa de Campo Grande com queimaduras de 2º e 3º grau que atingiram a face, tronco membros superiores e inferiores. Devido a complicações a vítima evoluiu a óbito as nesta quinta (29), sucumbindo aos ferimentos.

 

Comentários