Morador é atropelado e morto varrendo calçada de casa

Lucio Borges

Foto:Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense)

O destino unido a falta de responsabilidade no trânsito fez mais uma vitima fatal em pleno domingo (3) e de forma inesperada para familiares de Júlio César Peres, 47 anos, que morreu no final da manhã de ontem, após ele na calçada de casa ser atingido por um veículo. A ocorrência foi na Avenida Gaturama, que dá acesso à BR-262, em Corumbá, a 419 km de Campo Grande, onde ele varria a calçada quando um veículo de cor cinza o atropelou.

A imprensa local noticiou, por depoimento de um amigo da vítima, que estava sentado do outro lado da via, e testemunhou o atropelamento. Segundo o amigo, Júlio “estava varrendo a calçada como sempre fez”, em frente à casa onde vivia. Foi então que ouviu o barulho de uma freada brusca. “Só deu tempo de ver o Júlio sendo arremessado para o meio fio”, contou.

Conforme o relato, o carro seguia em alta velocidade e tinha uma criança como passageiro. Ao jornal, o amigo da vítima contou que o veículo atingiu as pernas de Júlio, que com o impacto, foi arremessado.

“Aqui deveríamos ter um radar, pois sempre há acidentes. No sábado mesmo (02) teve um outro atropelamento aqui, as vítimas estavam atravessando quando foram atingidas também. Passa carreta, ônibus, carros de passeio e ninguém respeita a velocidade. Precisamos de algo para controlar a velocidade”, complementou.

Exames

O local foi isolado e equipes do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar atenderam a ocorrência. O trânsito foi impedido até a chegada da perícia. O corpo de Júlio foi encaminhado ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal).

Comentários