Ministério Público denuncia PRF por matar empresário

MPMS oferece denúncia em desfavor do PRF Ricardo Su Moon. (Foto: Reprodução)

O Ministério Público Estadual, através do promotor de justiça Eduardo Rizkallah, entregou nesta segunda-feira (23), a  denúncia contra o policial rodoviário federal Ricardo Su Moon, acusado de matar o empresário Adriano Correia do Nascimento, nod ia 31 de dezembro.

De acordo com a denúncia oferecida, o denunciado cometeu crime impelido por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa das vítimas. Ricardo Su Moon também incidiu na cena do crime, quando tentou justificar que agiu em legítima defesa,  tentou transparecer que trajava uniforme completo da Instituição em que é lotado no momento da abordagem, de forma que assim se vestiu depois do crime. Os depoimentos e videos feito por testemunhas contribuíram para contestar a versão apresentada por Moon.  Segundo o Ministério Público, o policial foi ajudado por terceiras pessoas, que prestaram seus depoimentos tentando aparentar veracidade à farsa. Ali, inovou artificialmente o estado da coisa e pessoa a fim de induzir o erro ao juízo, visando produzir efeitos favoráveis a si próprio em processo penal.

Em razão dos fatos graves informados na denúncia, o Promotor de Justiça requereu ainda as seguintes medidas: perda do cargo público de Ricardo Su Moon (agente da Polícia Rodoviária Federal) e quebra do sigilo telefônico do acusado, pois consta que o PRF manteve contato através de diversas ligações telefônicas durante a ocorrência e posterior aos fatos.

O MPMS requer ainda remessa de cópia dos autos para apuração dos crimes, ao menos em tese, de fraude processual, falso testemunho e prevaricação praticados pelos policiais militares, pelo delegado de polícia e pelos policiais rodoviários federais que estiveram no local do crime, em razão de indícios de terem induzido o juízo ao erro e produzisse efeito para beneficiar o acusado.

 

 

Comentários