Ministério da Agricultura ameaça veterinários por não recadastramento

A participação dos profissionais é obrigatória e o não atendimento da convocação pode sujeita-los a sansões.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) avisam os médicos veterinários habilitados no PNCEBT (Programa Nacional de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose Animal), que o prazo para recadastramento foi prorrogado.

A fiscalização, realizada por Fiscal Estadual Agropecuário da Iagro, da Unidade Local, onde se localiza a sala de exame do profissional, deve ser realizada até 31 de julho de 2018.

O recadastramento destes profissionais será feito mediante preenchimento obrigatório de ficha cadastral e fiscalização da infraestrutura e ambiente da sala de exames, materiais e todos os equipamentos para realização do diagnóstico de brucelose e tuberculose. Cabe também verificar se o profissional compartilha material e infraestrutura conforme a legislação vigente.

A finalidade da decisão é consolidar e atualizar as informações pertinentes aos profissionais que se dedicam para a formação de um cadastro sólido, que descreva o perfil do profissional e sua área de atuação.

A participação dos profissionais é obrigatória e o não atendimento da convocação pode sujeita-los a sansões.

Comentários