Messi volta atrás e anuncia que está de volta à seleção argentina

Um mês e meio após afirmar que encerraria sua carreira na seleção argentina, Lionel Messi anunciou nesta sexta (12) que continuará jogando por seu país.

messivolt

Em comunicado à imprensa, Messi afirmou que enxerga muitos problemas no futebol argentino e que não quer criar mais um.

“Não quero causar nenhum dano, sempre pretendi todo o contrário, ajudar no que pude”, diz o argentino no comunicado. “Há que arrumar muitas coisas no nosso futebol argentino, mas prefiro fazer isso de dentro, e não criticando de fora”, completou.

O argentino havia anunciado sua aposentadoria logo após a derrota para o Chile na final da Copa América Centenário. A Argentina perdeu para os chilenos nos pênaltis. Messi perdeu sua cobrança chutando para fora.

“É para o bem de todos. Não estamos satisfeitos com chegar à final e não ganhar. Eu tentei muito ser campeão com a Argentina. Não deu”, afirmou o argentino à época.

Após o anúncio, houve uma mobilização geral na Argentina pela volta do jogador.

O prefeito de Buenos Aires, Horacio Rodríguez Larreta, inaugurou estátua e fez pedido para que o jogador repensasse a decisão e o presidente do país, Mauricio Macri chegou a ligar para o jogador.

Maradona também aderiu à campanha, e houve até um ato nas ruas de Buenos Aires que reuniu cerca de 500 pessoas para mostrar apoio ao jogador do Barcelona.

No comunicado em que anunciou seu retorno, o jogador exaltou o apoio dos argentinos.

“Agradeço a toda essa gente que quer que eu siga jogando com a Argentina. Oxalá possamos dar-lhes alguma alegria logo”, afirmou.

Messi é o maior artilheiro da seleção argentina, superando Batistuta e Maradona, mas nunca ganhou um título pela seleção principal.

Um dos principais beneficiados pela decisão do jogador é o ex-técnico do São Paulo, Edgardo Bauza, que agora comanda a seleção de seu país.

Nesta sexta (12), ele entregou a lista de convocados para sua estreia no comando da Argentina, nas partidas contra Uruguai e Venezuela, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Comentários

comentários