Messi ataca Conmebol após derrota na semifinal da Copa América

Globoesporte.com

A Conmebol tenta tratar como naturais – como um desabafo pós-jogo – as declarações de Lionel Messi após a derrota de 2 a 0 para o Brasil, nesta terça-feira, no Mineirão, pelas semifinais da Copa América.

Em meio a muitas críticas contra a arbitragem do equatoriano Roddy Zambrano, o camisa 10 também bateu pesado na Confederação Sul-Americana de Futebol.

“Espero que a Conmebol faça algo, embora creia que não faça nada, porque o Brasil controla tudo, é muito complicado”, disse ele.

A confederação não vai responder formalmente às críticas do maior astro da competição.

A Conmebol avalia que a atuação de Zambrano foi correta, e que as reclamações da Argentina são compreensíveis porque os lances específicos (dois supostos pênaltis não marcados) são difíceis e o jogo todo foi muito tenso.

Imagem congelada mostra pisão de Agüero em Daniel Alves — Foto: Reprodução
Imagem congelada mostra pisão de Agüero em Daniel Alves (Foto: Reprodução)

Na confederação há mais dúvida sobre o lance de Arthur em Otamendi do que no choque entre Daniel Alves e Agüero – aqui, entende-se que o atacante pisa no pé do lateral brasileiro antes de cair. O próprio Daniel Alves disse que foi pisado.

“O Agüero me deu um pisão no pé quando foi se desmarcar. Ele que me pisou, por isso foi ao chão.”

“Foram jogadas claras que não foram ver no VAR. Nesta Copa, cansaram de marcar toques de mão bobos, pênaltis bobos, e hoje sequer foram ao VAR.”

A imprensa argentina, nesta quarta, fez coro às reclamações. Com a derrota para o Brasil, resta à Argentina disputar o terceiro lugar da Copa América, sábado, às 16h, na Arena Corinthians, contra o perdedor de Chile x Peru, que se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h30, em Porto Alegre.

Messi reclama da arbitragem no Mineirão — Foto: André Durão
Messi reclama da arbitragem no Mineirão (Foto: André Durão)

Comentários