Mergulhando nos confusos sentimentos humanos, filme “Vampiros” será lançado nesta sexta-feira

Verso da Página com Assessoria

Festas, beleza, diversão. A noite e suas baladas repletas de cores, luzes, movimento e pessoas sorrindo podem esconder um profundo sentimento de tristeza e solidão, onde mesmo cercados de muitas pessoas, o vazio interno não é preenchido. E a solidão é exatamente o ponto de partida do curta-metragem “Vampiros”, escrito e dirigido pelo cineasta e ator sul-mato-grossense Filipi Silveira.

Com um roteiro repleto de surpresas e questionamentos sobre os mais profundos sentimentos humanos, o filme retrata a história da famosa DJ Íris e de Marcos, um rapaz trabalhador, que retrata seus sentimentos e mágoas por meio de pinturas. As vidas dos dois se cruzam quando Marcos encontra Íris desmaiada em um ponto de ônibus, após uma noite de balada. Ao ajudar a desconhecida, o rapaz teria sua vida revirada, com sentimentos e mágoas escondidas vindas à tona e uma nova perspectiva, enquanto ela, percebe quão solitária é sua vida de festas.

“Está todo mundo tão desapegado, que quem quer se apegar fica sozinho”. A frase, dita por um dos personagens é o ponto de partida para inúmeras reflexões sobre a solidão nos dias atuais, onde todos estão cercados de tantas pessoas e ao mesmo tempo mergulhados na solidão.

Segundo Filipi, a ideia de “Vampiros” surgiu de maneira espontânea, de uma vivência particular, onde ele passou por uma desilusão. “Eu conheci uma garota que que me chamou atenção por ela ser uma pessoa simples e sofri uma decepção quando marcamos de nos encontrar em uma balada aqui de Campo Grande. Quando cheguei lá ela estava com uma personalidade totalmente diferente, naquele local ela era outra pessoa. Achei a situação inusitada e triste ao mesmo tempo. fiquei sentado na balada e aproveitei para observar as pessoas e também lembrando de quando era mais jovem e frequentava um antigo Club de música eletrônica que tinha em Campo Grande, no caso a D-edge. Refletindo sobre o que aconteceu, saí de lá e no outro dia escrevi o roteiro”, conta o ator e cineasta.

Mas quem espera uma história de encontro e amor óbvia se engana. “Vampiros” foge totalmente do esperado e instiga a reflexão, abrindo inúmeras interpretações sobre as mais variadas formas de sentimento e o quanto pessoas e momentos inesperados podem alterar as rotas da vida. “Em um momento onde há tanta tecnologia, onde pessoas escolhem quem vai conhecer por aplicativos que mais parecem um catálogo, onde há tantos relacionamentos rasos, um filme que nos leve à reflexão realmente tem importância”, revela a atriz e co-produtora do filme, Nadja Mitidiero.

O filme ganhou este título também baseado em um dos principais momentos do filme, onde um dos personagens resume as pessoas solitárias e que sempre buscam algo que as complete na noite como “Vampiros”, além do fato do roteiro explorar o universo que também povoado por profissionais que trocam o dia pela noite para trabalhar.

Final surpreendente – Em uma única cena, o final de “Vampiros” pode ser interpretado de várias maneiras, dependendo do olhar e do momento de cada pessoa. Empatia? Começo? Fim? Amizade? Amor? O que acontece entre Íris e Marcos? Isso caberá ao espectador decidir e essa dúvida torna o curta ainda mais interessante que possui também um trabalho de pós-produção de alta qualidade, encabeçado pelo diretor e os profissionais Joaquín Díez (color e efeitos), Beto Perocini (mixagem de som), Raphael Aguirra de Andrade (trilha sonora) e Israel Miranda (finalização).

Produzido com incentivo do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul por meio da Fundação de Cultura através do Edital de Curtas-Metragens do MIS 2014 e investimento  contemplado pelo Edital do Fundo Municipal de Investimentos Culturais (FMIC) 2017, “Vampiros”, que já foi exibido e premiado no Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões terá sua primeira exibição ao público sul-mato-grossense no próximo dia 13 de abril, durante o Festival de Cinema Cine Novo Oeste. A apresentação será gratuita e aberta ao público e acontece na Praça do Rádio Clube, em Campo Grande.

Amor, decepção, solidão, encontros, desencontros, amizade, despedidas, rompimentos e mudanças. Estes são os ingredientes que fazem de “Vampiros” uma obra que, apesar de simples, surpreendente.

O trailler de Vampiros está disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=2B0EypF12Qg

Serviço:

Lançamento e exibição gratuita do filme Vampiros

Data: 13 de abril de 2018 (sexta-feira), às 20h50

Local: Praça do Rádio Clube – Centro de Campo Grande

Comentários

comentários