Mercedes confirma renovação e fecha contrato com Hamilton até 2020

Grandepremio.com/JN

Demorou, mas aconteceu. A Mercedes anunciou nesta quinta-feira (19) a renovação do contrato de Lewis Hamilton por duas temporadas. Assim, o #44 tem lugar certo na F1 até o final de 2020. As negociações do vínculo do britânico vinham acontecendo desde o início do ano, mas só agora a equipe alemã encontrou o denominador comum para, enfim, confirmar a permanência do tetracampeão, que, segundo a mídia internacional, vai receber cerca de R$ 200 milhões. O comunicado enviado pela esquadra não citou valores.

Com o novo acordo, o britânico, que chegou ao time na temporada 2013, vai completar uma sequência de oito anos com a escuderia de Brackley. Até aqui, a parceria vem sendo mais do vitoriosa: são três títulos mundiais e 44 triunfos, o que faz de Lewis o piloto mais bem sucedido da Mercedes.

“Esta extensão de contrato foi basicamente uma formalidade, já que Toto [Wolff] e eu conversamos durante o inverno, então é bom colocar a caneta no papel, anunciar e aí continuar normalmente com os negócios”, disse Hamilton. “Faço parte da família Mercedes há 20 anos e nunca fui mais feliz dentro de um time do que sou agora”, seguiu.

“Nós estamos na mesma página tanto dentro quanto for a da pista ? e eu estou ansioso para vencer mais no futuro e colocar ainda mais luz na estrela de três pontas”, comentou. “Estou muito confiante de que a Mercedes é o melhor lugar para se estar nos próximos anos”, frisou.

Apesar do domínio imposto pela Mercedes desde a introdução dos motores V6 turbo, Hamilton garante que o time segue faminto por vitórias e se mostrou confiante em manter a mesma linha.

“Embora nós tenhamos tido muito sucesso desde 2013, a Mercedes está mais faminta do que nunca – desde Dr Zetsche e todos os membros do conselho da Daimler, passando por Toto e toda a chefia da equipe, além de cada pessoa que eu conheço nos corredores de Brixworth and Brackley”, comentou Lewis. “A paixão pela competição que queima em mim é compartilhada por cada pessoa do nosso grupo – estamos sempre atrás de melhorar e vamos fundo nisso para alcançar o topo. Mal posso esperar para ver o que vamos conquistar nestes próximos dois anos”, completou.

Chefe da Mercedes, Toto Wolff destacou que a decisão em relação a permanência de Hamilton não é de hoje, mas celebrou a divulgação do acordo que colocará fim às especulações.

“Nós estamos alinhados com Lewis desde que sentamos pela primeira vez para discutir os detalhes deste contrato depois da temporada passada, mas, compressivelmente, houve muito interesse e especulação em torno de todo o processo, então é bom acabar com tudo isso e anunciar isso”, falou Wolff. “Nós assinamos os últimos documentos nesta semana e não queríamos deixar as pessoas esperando mais”, contou.

“Não tem muito em relação a Lewis como piloto de F1 que já não tenha sido dito ? ele é um dos maiores de todos os tempos e os recordes dele falam por si, mas o que eu mais gosto de trabalhar com ele é conhecer o homem por dentro do capacete: sua incansável busca pelo autoaperfeiçoamento, sua inteligência emocional como membro do time e sua lealdade àqueles ao seu redor”, apontou. “A Mercedes se tornou a casa de Lewis na F1 e história ele está para sempre ligada ao prata e verde da Mercedes-AMG Petronas. Estou confiante de ainda temos capítulos incríveis da nossa história por vir”, encerrou.

A Mercedes, no entanto, ainda não se pronunciou sobre Valtteri Bottas. O finlandês tem contrato com a equipe até o fim desta temporada. Bottas ocupa a terceira colocação no Mundial.

Passadas as dez primeiras etapas da F1 nesta temporada, Hamilton ocupa o segundo posto na classificação, oito pontos atrás de Sebastian Vettel, o líder. No Mundial de Construtores, a liderança também pertence a Ferrari, que tem 20 pontos de margem para a Mercedes.

Comentários