Menor diz que matou jovem porque sofria bullying

O adolescente de 16 anos, que se apresentou no início da tarde desta segunda-feira, dia 10 de junho,  no 1º Distrito Policial de Dourados, na companhia de um irmão maior de idade, confessou o assassinato de Lucas Alisson Nunes Souza, 20, o Paçoca, ocorrido na noite do dia 4 de junho, na Vila Cachoeirinha, em Dourados.

Segundo o Dourados News, o menor disse em depoimento que tinha uma rixa antiga com a vítima, por pertencerem a grupos rivais e sempre que se encontravam ele era ridicularizado e ofendido por Paçoca. O adolescente disse ainda que no dia do crime eles tiveram novo encontro, quando as provocações se repetiram além de ter sido ameaçado por Lucas.

Ainda segundo depoimento do menor, a partir do último encontro ficou determinado a matar o desafeto e para isso foi para casa, pegou o revólver e disse ao irmão que estava tomando banho que iria matar Paçoca, que foi morto com um tiro nas costas, transfixando o peito.

Já o irmão do menor de 20 anos, disse que não teve qualquer participação na morte de Lucas e que após ser avisado das intenções do irmão, saiu atrás na tentativa de evitar o assassinato

O delegado Rodolfo Daltro, responsável pelo caso, disse que nesta terça-feira, dia 11 de junho, será divulgada uma nota oficial com detalhamento dos depoimentos prestados pelos irmãos, com relação ao crime.

Comentários