Menino encontrado no freezer foi morto pela mãe

Testemunha revelou à Polícia Civil que o pai do garoto Ezra Liam, de 7 anos, teria delatado a mulher

Uma testemunha revelou, em depoimento à Polícia Civil, que o menino sul-africano Ezra Liam Joshuka Finck, de 7 anos, foi assassinado pela própria mãe, Ann Finck. O corpo da criança foi encontrado dentro de um freezer no apartamento da família, na Bela Vista, Centro, no dia 4 deste mês. Ele estava enrolado em sacos plásticos e lençol. Ann e o padrasto, Mzee Shabani, são os principais suspeitos do crime e estão foragidos desde o dia 3.

O menino foi visto pela última vez, em imagens de câmera de segurança do prédio (Reprodução)
O menino foi visto pela última vez, em imagens de câmera de segurança do prédio (Reprodução)

De acordo com o “Jornal Nacional”, da TV Globo, a testemunha afirmou ter conversado com o padrasto da vítima por telefone. Mzee relatou que a mãe do garoto se excedeu e acabou matando o filho.

O laudo necroscópico mostrou que Ezra teve uma perfuração com algum objeto cortante na virilha, sofrendo uma hemorragia na sequência.

O menino foi visto pela última vez, em imagens de câmera de segurança do prédio,  em 22 de agosto.

O cadáver ainda está no IML aguardando algum familiar chegar da África do Sul para realizar a liberação. O consulado sul-africano também acompanha o caso. O casal foi indiciado por homicídio.

Diário de São Paulo

Comentários

comentários