Menino abusado por adolescentes continua no hospital e estado é considerado grave

Materiais apreendidos pela perícia Foto: Edição MS)
Materiais apreendidos pela perícia (Foto: Edição MS)

O estado de saúde de menino abusado por adolescentes em Coxim, ainda é considerado grave e ele continua no hospital sem data para sair. O garoto de apenas 10 anos foi violentado na quinta-feira (1º), mas o caso veio a público somente ontem no fim da tarde, conforme o Página Brazil também noticiou, onde dois adolescentes deram muita bebida alcoólica a vitima e após o estupraram. Ele permanece internado no Hospital Regional do município que fica a 260 km de Campo Grande. O estado de saúde da vítima é considerado grave, de acordo com o laudo médico.

A criança permanece internada e receberá acompanhamento psicológico, sem previsão de alta, aponta ficha médica repassadas pelo hospital. Além do abuso sexual, a criança entrou em convulsão e ficou jogada na cama dos acusados até o padrasto o encontrar, após procurar por não retornar da escola no horário normal.

O caso iniciou com convite do adolescente de 16 anos para irem para casa do mesmo, foi dada a bebida e o garoto não aguentou e vomitou. Assim, ele foi levado para tomar banho, quando o adolescente cometeu o abuso pela primeira vez. Em seguida, o jovem levou o menino para o quarto, deitou na cama e praticou o crime pela segunda vez.

A princípio, apenas um adolescente, de 16 anos, foi apontado como autor do crime. À polícia, ele assumiu o abuso e ainda relatou que um amigo, de 15 anos também praticou o ato contra a criança, que estava dopada devido a ingestão de bebidas. Após apreendido, o menor de 15 anos negou a participação no abuso, mas a própria vítima relatou que ambos o atacaram.

Trajetória 

De acordo com a polícia, segundo relatos da criança, no trajeto para a escola, os dois adolescentes, que estudam na mesma escola em que a vítima, convidaram para que ela fosse até a casa de um deles jogar video-game. O menino aceitou o convite e, ao chegarem até a residência, o menino foi incentivado pelos adolescentes a ingerir bebida alcoólica em grandes quantidades.

O menino de 10 anos relatou que foi abusado pelos adolescentes de 16 anos e 15 anos após ser obrigado a ingerir bebidas alcoólicas, na tarde de quinta-feira (1°) em uma residência do bairro Santa Maria. Segundo a delegada responsável pelo caso, os autores já foram ouvidos e o abuso foi confirmado através de laudo médico.

Contudo, apenas o adolescente de 16 anos confessou ter praticado o crime, já o outro adolescente de 15 anos, nega participação no estupro e alega apenas que ingeriu bebida alcoólica. Porém, a vítima afirmou aos policiais que foi estuprada pelos dois.

O adolescente de 16 anos, que não possui passagem pela polícia, relatou aos policiais que praticou o crime porque teve vontade. A dupla permanece apreendida aguardando a audiência de custódia, que deverá acontecer em até 48 horas.

Após a audiência, os adolescentes devem ser encaminhados para uma das Uneis (Unidade Educacional de Internação) de Campo Grande, Dourados ou Ponta Porã. Porém o local exato para a transferência ainda não foi definido.

À procura

Os pais do menino, ao perceberem que a criança não chegou em casa no horário de costume após as aulas, forma a sua procura. A principio, a mãe e o padrasto saíram atras do estudante e viram e bicicleta dele parada em frente à casa onde o menor foi encontrado sobre uma cama e aparentemente dopado. O menino foi socorrido pelo padrasto e encaminhado pelo Corpo de Bombeiros ao hospital local.

Durante perícia, equipes do SIG (Serviço de Investigação Geral) e do Núcleo Regional de Perícias apreenderam garrafas de vodca e de cachaça, copos, uma cueca e duas camisinhas na casa onde o menino foi encontrado.

Comentários