Menina que engoliu pedra de crack recebe alta do Hospital Regional

A menina de 1 anos e dois meses que engoliu uma pedra de crack recebeu alta do Hospital Regional de Campo Grande no final da manhã desta terça-feira (28). Ela estava em observação desde que foi transferida de Coxim, na segunda-feira (27), através de vaga zero.

Foto: Angela Bezerra
Foto: Angela Bezerra

A bebê mora na Vila Bela, em Coxim, com os pais. De acordo com o pai, P.C.M.A., de 40 anos, o crack pertenceria a mãe, D.C.M., de 22 anos, que é usuária de entorpecentes.

A menina passava mal e deu entrada no Hospital Regional Álvaro Fontoura, em Coxim, por volta das 9h30 da segunda-feira, mas, antes de receber atendimento médico adequado foi levada pelo pai, que percebeu a movimentação para acionar as autoridades competentes.

Entretanto, a Polícia Civil identificou o mesmo através das imagens de segurança. Os investigadores foram até a casa da família e levaram mãe e filha para o HR, já o pai foi encaminhado a 1ª Delegacia de Polícia para esclarecimentos.

Ele vai responder por expor a criança a perigo, assim como pelo furto do prontuário médico. A mãe também deve ser autuada pelo primeiro crime citado. O Conselho Tutelar também trabalha no caso.

Com Informações Edição de Notícias

Comentários

comentários