Menina de 10 anos morre na Capital depois de ser espancada na saída da escola

Gabriela Ximenes Souza, 10 anos, morreu nesta quinta-feira (06) na Santa Casa de Campo Grande, depois de ter sido espancada na saída da escola no dia 29 de novembro.

A Polícia Civil apura o caso, registrado como morte a esclarecer e a Secretaria de Estado de Educação (SED) acompanha.

Os pais da criança contaram à polícia que a filha foi agredida logo após sair da aula, por volta das 17 horas, do dia 29 de novembro, a cerca de 100 metros da Escola Estadual Lino Villachá, onde estudava no 4º ano do ensino fundamental.

De acordo com o delegado José Roberto de Oliveira Júnior, as primeiras informações dão conta de que uma colega de sala da vítima, que também teria 10 anos, e duas adolescentes de 14 anos seriam as responsáveis pela agressão.

José Roberto explica que como o caso chegou a pouco ao conhecimento da Polícia Civil, ainda não se sabe o motivo da briga entre as garotas. Diligências serão feitas para identificar as agressoras e as causas.

Após a agressão, a menina foi levada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para a Santa Casa e, conforme o boletim de ocorrência, ficou em observação por um dia com dores na coluna e no quadril.

Segundo o hospital, a menina reclamava de dores de cabeça e passou por exames, que não apontaram alteração. Por isso ela foi liberada após ter sido medicada.

No dia 4 de dezembro, depois de reclamar novamente de dores, ela foi levada pela família para a Unidade de Pronto Atendimento Coronel Antonino, e no dia 5 voltou para a Santa Casa. Conforme o hospital, ela passou por cirurgia na região do quadril e morreu no início da manhã desta quinta-feira após parada cardíaca.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui